Conectado por

Nacional

O homem por trás dos tênis de Justin Bieber, Drake e LeBron James

Tênis já deixaram de ser apenas objetos úteis para se tornarem expressões de estilo pessoal e — no limite — itens de colecionador. Não à toa, este ano, um raro par de Air Jordan foi vendido por US$ 1,47 milhão, quebrando recordes de valor por tênis vendidos em um leilão. O modelo atingiu esse preço porque foi um dos primeiros usados por Michael Jordan nas quadras, em 1984. Mas, não é necessário ser milionário para consumir um bom par de tênis e, é claro, movimentar a indústria. Para ter uma ideia, o consumo global desses objetos movimentou US$ 70 milhões e deve chegar a US$ 120 milhões até 2026. No meio de tudo isso, está um homem: Dominic Ciambrone, conhecido como “o cirurgião do tênis”.

Dominic é um designer de sapatos, especializado em customização personalizada. Entre seus clientes, estão nomes como Justin Bieber, Drake, ASAP Rocky e LeBron James. O céu é o limite: ouro e diamante podem ser incorporados aos sapatos. Não à toa, um par de sneakers fabricados por ele pode custar até 10 mil dólares. Como resultado dessa fama, marcas também notaram o designer, que ganhou popularidade principalmente em 2019. Nike, Adidas e até mesmo Farfetch já fizeram parcerias com o artista.

Tudo começou quando Dominic viu o modelo Jordan 11 e ficou encantado por ele. A paixão pelo tênis (que ele nunca teve de fato, como declarou em entrevistas) e o encantamento relacionado ao produto o fizeram tentar uma carreira que conseguisse reproduzir esse sentimento. Daí para frent, customizou tênis de amigos no ensino médio e, pouco a pouco, foi conquistando seu público e ganhando fama principalmente em Los Angeles.

O pseudônimo de “Cirurgião de sapatos” nasceu quando Dominic tinha 19 anos e estava pensando, junto com o irmão, em criar um pseudônimo. Depois de um “brainstorm” entre os dois, concordaram que a melhor alternativa seria esse nome.

Entre os maiores desafios da carreira, estiveram personalizar o Nike Lebron 15s, um presente da Nike para LeBron James quando ele atingiu a marca de 30 mil pontos. Outro cliente famoso é o cantor Drake, para quem Dominic fez um par de Jordan 12 azul e o cantor, pediu, em seguida, por um na versão preta.

O principal diferencial do artista é ir além do que as fronteiras tradicionais de customização oferecem, para criar produtos únicos e que possam ser reconhecidos como obras dele. E, como resultado disso, criar uma cultura própria atrelada aos tênis. Em suas criações, Dominic não busca alterar o formato original de cada sapato, mas sim trazer novas camadas a ele, para que ganhe um aspecto mais original.

Hoje, no site dele, é possível encontrar alguns pares em “pronta entrega”. Na primeira página de vendas, é possível encontrar modelos cujos preços variam entre US$ 2,5 mil e US$ 10 mil.

No Brasil, o artista fez em 2019 uma colaboração com a Nova Kaeru, uma empresa brasileira de couros exóticos e biossustentáveis. O resultado foi um material batizado de BeLeaf, que recebeu prêmios em Hong Kong.

Além de criar seu pequeno império na customização dos sapatos, Dominic também criou a “Surgeon Creators’ Academy”, em que fornece cursos de customização de sapatos por preços que variam de US$ 1,5 mil a US$ 5 mil. Recentemente, ele anunciou na conta no Instagram (em que soma mais de 1 milhão de seguidores) que decidiu vender NFTs dos sapatos. O movimento foi feito com o marketplace de NFTs Moments Auction, ao que Dominic definiu como “o início de uma longa parceria”.

Numa era em que o consumo de itens únicos — ou com poucas unidades disponíveis — ganha cada vez mais adeptos, Dominic vai ao centro da questão para justificar seu negócio: “Se é possível encontrar tantos produtos iguais em uma prateleira, por que não adaptá-los e criar algo único?”

 

 

Fonte: Exame

Mais notícias