Conectado por

DJ90

Geral

Jovens se mobilizam para ajudar pessoas sem domínio de tecnologia a receberem auxílio de R$ 600

Publicado por

em

Uma iniciativa está mobilizando jovens de favelas do Rio de Janeiro para ajudar idosos e pessoas que não tenham familiaridade com a tecnologia a sacar o benefício de R$ 600 que o governo disponibilizou nesses tempos de Covid-19. A ação atende pessoas de favelas e comunidades quilombolas da Baixada Fluminense e da zona oeste. O plano é chamar lideranças para articular serviços públicos para ajudar essas pessoas.

 

A coordenadora da ONG Criola, Lúcia Xavier, é quem está à frente da ação. Além dela, coletivos de mulheres, terreiros de candomblé e líderes de assentamentos rurais também fazem parte da iniciativa. A ideia veio quando ela percebeu que a sua irmã de santo estava com dificuldade para fazer o cadastro para sacar o benefício.

“Primeira coisa que aconteceu foi que, à medida que ela não pôde mais trabalhar e passou a ficar em casa, ela ficou completamente desequilibrada emocionalmente, com medo de não conseguir honrar com seus compromissos, não poder mais voltar ao trabalho e de ficar doente. Quando o governo aprovou [o benefício], o que a gente viu é que mesmo com o celular elas não conseguiam fazer sozinhas. Para essa minha irmã, nós fizemos quatro vezes a entrada dela no sistema, e o sistema dizia que o CPF dela não estava funcionando. A sorte é que ligamos para o filho dela, e ele ajudou a fazer esse cadastramento”.

No momento, segundo Lúcia, já existem 1,2 mil pessoas cadastradas para receberem as orientações e 40 jovens dispostos a dar auxílio a essas pessoas. Quem quiser se cadastrar, seja como voluntário ou para receber a ajuda, pode procurar pela ONG Criola nas redes sociais, em facebook.com/criola.org.br

Fonte: Ag. Brasil