Conectado por

DJ90

Geral

RJ tem 1,2 mil profissionais de saúde afastados por Covid-19

Publicado por

em

Quase 1,2 mil profissionais de saúde da Rede Pública do Rio de Janeiro estão afastados com sintomas da Covid-19 ou por suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. Somente na capital, a mais atingida pela pandemia no estado, 768 profissionais não estão trabalhando.

 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o número representa 6,3% do total de trabalhadores da saúde das unidades do município, entre médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares.

Os afastamentos ocorrem por sintomas respiratórios suspeitos ou por pertencerem a grupos de risco, pela idade ou por doenças pré-existentes. Apenas nos quatro grandes hospitais de emergência de administração direta da prefeitura são 330 afastados, representando 7,5% dos profissionais nessas unidades.

Já na rede estadual, de acordo com a Secretaria de Saúde, atualmente 422 profissionais estão afastados por suspeita ou confirmação da Covid-19.

Dois hospitais da zona norte do Rio reúnem quase a metade do número de profissionais afastados, o Hospital Estadual Carlos Chagas, com 106, e o Getúlio Vargas, com 65. A secretaria estadual informou, no entanto, que o número total de afastados representa 2,2% dos profissionais que trabalham em emergências e em unidades de pronto atendimento estaduais, e  que não há, no momento, impacto no atendimento realizado na rede.

 

Segundo a secretaria, a testagem para a Covid-19 está sendo feita prioritariamente nesses trabalhadores, casos graves e mortes em investigação.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade