Conectado por

Nacional

Variante Delta é confirmada em 2 pacientes do Rio Grande do Sul, informa Fiocruz

Os dois primeiros casos de infecção pela variante Delta do coronavírus, de origem indiana, foram registrados no Rio Grande do Sul, em Gramado, nesta segunda-feira (19) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Ambos os pacientes não tinham histórico de viagem para outro país ou Estado, de acordo com a entidade. 

Há outros quatro casos suspeitos de atuação da variante em investigação pela Fiocruz, sendo dois em Sapucaia do Sul, um em Esteio e um em Canoas, todas no Rio Grande do Sul. A Fiocruz informa que resultados dos testes para essas amostras devem ser divulgados ainda nesta semana. 

“A maior característica desta linhagem (Delta), já comprovada cientificamente, é a maior transmissibilidade. Ela também apresenta diminuição da eficácia dos anticorpos produzidos pelas vacinas, sendo que apenas uma dose (nos esquemas que preveem duas) pode ser pouco efetiva contra essa variação. Por isso, a Secretaria da Saúde (SES) orientou que o intervalo entre doses seja de 10 a 12 semanas dos imunizantes da Pfizer e da AstraZeneca, no intuito de acelerar a aplicação do esquema vacinal completo da população”, detalhou a fundação em nota à imprensa.

A entidade ressalta que não há ainda evidências de que a variante Delta provoque quadros clínicos mais graves de Covid-19 em relação às outras linhagens do coronavírus. 

Fonte: O tempo

Mais notícias