Conectado por

DJ90

Geral

Saiba como se prevenir do câncer de rim; doença tem alta letalidade e difícil diagnóstico

Publicado por

em

Quase  metade da população brasileira não sabe ou acha que a associação entre sedentarismo, obesidade  e câncer de rim é falsa. Esse contingente é ainda maior entre pessoas na faixa etária acima dos 55 anos. Os dados são de uma pesquisa do Ibope em parceria com o Instituto Oncoguia Pfizer e o Instituto Vencer o Câncer.

 

Apesar da menor incidência, o câncer de rim tem alta letalidade, como explica a oncologista do Hospital BP Mirante e integrante do Comitê Científico do Instituto Vencer o Câncer, Camila Yamada.

 

Segundo a oncologista, o grande problema do câncer de rim é a falta de sintomas em sua fase inicial. Camila Yamada orienta que, ao observar sinais como dor na região renal, sangue ou cheiro alterado na urina, o paciente deve procurar um nefrologista.

 

Entre os fatores de risco apontados por ela estão a hipertensão, alcoolismo, diabetes, consumo de alimentos processados e o desempenho de atividades  onde há manipulação de combustíveis, produtos químicos e agrotóxicos.

 

Camila Yamada esclarece mitos, como o que afirma que a água previne o câncer de rim. Segundo afirma, a ingestão de água é uma conduta mais que obrigatória para a manutenção da saúde não só dos rins, mas de todo o corpo.

 

Yamada cita as práticas também recomendadas para zelar pela saúde e assim diminuir os riscos de problemas renais.

 

Nesses tempos de pandemia do novo coronavírus , a médica recomenda a manutenção dos tratamentos contínuos de saúde, principalmente para os pacientes oncológicos, porém alerta que a quebra do isolamento seja restrita a esses atendimentos,  já que a imunidade desses pacientes está entre as mais baixas dentre os integrantes dos  grupos de risco para a Covid 19.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade