Conectado por

Geral

Projeto apoia gestantes em situação de vulnerabilidade

Goiás tem a primeira turma de mulheres formadas pelo projeto Mães Unidas, uma iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A ideia é que mulheres que já são mães acompanhem gestantes em situação de vulnerabilidade.

64 voluntárias fizeram um curso de 25 horas que tratou de temas como saúde da mulher e da criança, direitos humanos e cidadania e fortalecimento de vínculos. A capacitação foi oferecida pelo Instituto Federal de Goiás. Agora, elas vão orientar as gestantes a conseguirem acesso aos serviços de saúde, assistência social e justiça.

A pastora evangélica Bárbara Almeida Melo é uma das voluntárias. Ela diz que agora vai ajudar mulheres com gravidez de risco e aquelas que não queriam engravidar a terem seus filhos.

Cada voluntária vai atender, em média, 4 gestantes nas cidades de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia

A secretária nacional de políticas para as mulheres, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto, participou da formatura e explicou que o Mães Unidas, lançado no ano passado, é o primeiro projeto da coordenação de Atenção Integral à Gestante e à maternidade.

O primeiro programa de assistência à saúde da mulher no Brasil é de 1983 e no ano 2000, o Ministério da Saúde criou o Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento normatizando o atendimento às gestantes no Brasil.

 

Geral “Mães Unidas” é iniciativa do governo federal e tem 1º turma em GO São Paulo 07/07/2021 – 20:12 Bianca Paiva e Luiz Claudio Ferreira Eliane Gonçalves, da Rádio Nacional mulheres mães quarta-feira, 7 Julho, 2021 – 20:12 2:17

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias