Conectado por

DJ90

Nacional

Pelo PicPay, live de Sandy e Júnior arrecada R$ 1,8 milhão

Publicado por

em

Artistas, acostumados a grandes públicos em seus shows, precisam se adaptar para o novo cenário. Desde o início das medidas de isolamento social impostas pela pandemia do novo coronavírus, diversos artistas levaram seus shows para a internet para arrecadar doações para causas sociais. Empresas, principalmente de meios de pagamento, entraram na tendência para patrocinar artistas e chamar atenção para seus serviços.

A fintech Stone foi a parceira da cantora Marília Mendonça, a Ame Digital, meio de pagamento da Lojas Americanas e B2W, participou da apresentação do grupo Raça Negra e a fintech PicPay de meios de pagamento foi a parceira da dupla Sandy e Júnior, que realizou uma live no Youtube no dia 21. 

O PicPay criou uma central de doações, por meio da qual levantou 1,32 milhão de reais para o projeto “Fome de Música”, que tem por objetivo arrecadar e destinar alimentos. A empresa doou 500 mil reais para a Central Única das Favelas (CUFA), valor que será revertido para o projeto Mães da Favela. A varejista Casas Bahia e a bandeira Elo também patrocinaram o evento.

No dia anterior, os sertanejos Chitãozinho & Xororó, Zezé Di Camargo & Luciano e Leonardo já haviam arrecadado 1,7 milhão de reais com o show Amigos, valor destinado ao Hospital de Amor de Barretos e ao projeto Amigos do Bem.

A Central de Doões do PicPay reúne as iniciativas Médicos Sem Fronteiras, Instituto Ronald McDonald, Visão Mundial, UNICEF, Mesa Brasil e Pracatum. O meio de pagamento tem 18 milhões de usuários no Brasil. 

As lives não são exclusividade brasileira. Lá fora, mais de cem artistas e personalidades da cultura e da política se uniram este no último sábado, 18, sob o lema “One World: Together At Home” (“Um Mundo: Juntos em Casa”). 

Promovido pela OMS, o evento musical, com o espírito dos “Live Aid”, de 1985, arrecadou 127,9 milhões de dólares, destinados ao combate à pandemia do coronavírus.

Fonte: Exame