Conectado por

DJ90

Geral

Pela primeira vez, Brasil ultrapassa mil mortos por coronavírus em 24 horas

Publicado por

em

1.179 mortos. Esse é o novo recorde de registro de mortes pelo coronavírus no Brasil em um só dia. No total, já são 17.791 óbitos pela doença.

O número de infectados também é o maior confirmado durante a pandemia. Mais de 17 mil casos em 24 horas, somando 271 mil contaminados no país.

O Brasil já o terceiro país do mundo em número de casos confirmados, atrás apenas da Rússia e dos Estados Unidos. O país é o sexto em números de mortes.

Nessa terça-feira o Ministério da Saúde lançou uma campanha para fortalecer a doação de leite materno e um programa de atendimento psicológico para profissionais de saúde afetados pela pandemia.

De acordo om os dados da pasta, houve uma diminuição de 5% na quantidade de doação de leite humano durante a epidemia do coronavírus. Foram 61 mil doadoras nos quatro primeiros meses de 2019, e 58 mil no mesmo período de 2020.

O objetivo da campanha, que será divulgada nos veículos de comunicação, é aumentar as doações. A cada ano, cerca de 330 mil bebês nascem prematuros e precisam receber doação dos bancos de leite materno.

A pasta reforça que os postos de doação estão preparados para fazer a coleta segura do leite durante a pandemia. Daniela Ribeiro, secretária substituta de Atenção Primária do Ministério da Saúde, afirma que a doação deve ser evitada se a mulher estiver gripada ou morar com alguém que apresente sintoma de gripe.

O leite doado é processado e passa por controle de qualidade para ser distribuído aos bebês internados. Segundo o ministério, gestantes e lactantes que estão em grupo de risco devem ser afastadas do trabalho presencial devido ao perigo de contaminação.

O Ministério da Saúde também lançou, em parceria com o Hospital das Clínicas de Porto Alegre, um projeto de atendimento psicológico e psiquiátrico a profissionais de saúde durante a pandemia.                                                     

Maria Dilma Alves Teodoro, diretora substituta do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas do Ministério da Saúde, afirma que os trabalhadores em saúde são os mais atingidos nesse momento.

A proposta é atender a todas as categorias da saúde, através de teleconsultas. Os trabalhadores com sinais de stress, ansiedade e depressão, ou qualquer sofrimento mental, serão atendidos pelo telefone 0800 644 6543.

Fonte: Ag. Brasil