Conectado por

Geral

Mais de 2.500 pessoas foram assassinadas no RJ de janeiro a setembro

Os homicídios dolosos, aqueles praticados com intenção de matar, diminuíram 6% nos nove primeiros meses do ano na comparação com 2020, no Estado do Rio de Janeiro. No total, foram 2.505 mortes, menor valor para o período desde 1991, de acordo com dados do Instituto de Segurança Pública, divulgados nesta sexta-feira (29).

O indicador Crimes Violentos Letais Intencionais, que agrega, além de homicídios dolosos, os casos de lesão corporal seguida de morte e latrocínio, teve queda de 5% entre janeiro e setembro. O número é o mais baixo dos últimos 22 anos.

Em relação à apreensão de armas de fogo, os dados apontam que foram tiradas de circulação no estado quase quinhentas, sendo 18 fuzis. No acumulado do ano, são mais de cinco mil e trezentas armas apreendidas, 278 fuzis. Isso significa que, em média, a Polícia apreendeu 19 armas por dia no Rio de Janeiro.

Em nove meses, mais de 25.600 pessoas foram presas em flagrante.

Os roubos de carga reduziram 13%, e os de rua, 6% em relação ao acumulado nos nove primeiros meses do ano passado. Este último engloba roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo.

Os dados do Instituto de Segurança Pública tem como base registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil do Estado.

Segurança Rio de Janeiro 29/10/2021 – 19:19 Jacson Segundo / Guilherme Strozi Tatiana Alves – Repórter da Rádio Nacional Assassinatos Homicídios Violência sexta-feira, 29 Outubro, 2021 – 19:19 2:37

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias