Conectado por

DJ90

Geral

Justiça do AC determina multa a quem provocar aglomeração; outros estados tiveram aumento de fluxo

Publicado por

em

A Justiça do Acre determinou multa de R$ 10 mil para quem provocar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus. A medida é específica para a cidade de Cruzeiro do Sul, na região do Juruá.

Na sentença, o juiz Flávio Mariano Mundin afirma ser indiscutível que eventos e manifestações públicas que provoquem circulação e aglomeração de pessoas estão proibidos. Para o magistrado, a reunião de pessoas pode acarretar grandes prejuízos, expondo, de modo desnecessário, inúmeras pessoas a infecção pelo novo coronavírus.

Cruzeiro do Sul tem a segunda maior população do Acre, ficando atrás apenas da capital Rio Branco. É também a segunda maior economia do estado.

A decisão atende a pedido do Ministério Público do Acre. Segundo denúncia do MP, houve a circulação de som incitando os cidadãos a descumprirem normas sanitárias. Também foram registrados áudios publicados em grupos de conversa convocando para manifestação contra prorrogação da suspensão das atividades comerciais.

O promotor de Justiça Ocimar Sales Júnior afirma que a medida pode ser adotada em outras regiões do estado.

E não é só em cruzeiro do Sul que tem gente violando as recomendações das autoridades de ficar em casa, caso não trabalhe em serviços considerados essenciais. Nesta quinta-feira, uma multidão se aglomerou na beira-mar de Fortaleza para comprar peixe. A capital cearense tem a maior incidência de Covid-19 do país.

No Distrito Federal, uma mulher percorreu avenidas de Águas Claras em um carro de som pedindo a reabertura do comércio e estimulando as pessoas a saírem de casa.

São Paulo, cidade com o maior número de casos e mortes por coronavírus registrou aumento no fluxo de carros, com algumas vias, como a marginal pinheiros registrando lentidão.

O estado de Pernambuco recebeu mais de 7 mil denúncias, pelo 190, de aglomerações acima de 10 pessoas.

O Ministério da Saúde alerta que o isolamento social retarda o pico da epidemia e permite aos gestores locais preparar a rede de saúde pública para a assistência aos pacientes.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade