Conectado por

DJ90

Geral

Ipea: trabalhadores informais receberam só 60% do habitual com a pandemia

Publicado por

em

Trabalhadores informais, aqueles que trabalham por conta própria, receberam apenas 60% do rendimento habitual e foram os mais afetados pela pandemia do coronavírus. A análise é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) feita com base em microdados da Pnad Covid-19 do IBGE.

 

O Ipea analisou os efeitos da pandemia sobre o mercado de trabalho e o impacto do auxílio emergencial na renda dos brasileiros. Os dados revelam que os rendimentos médios da população no mês de maio correspondem a 82% da renda habitual.

 

Os trabalhadores formais foram os menos atingidos. No setor privado, os empregados com carteira assinada receberam 92% do habitual, contra 76% no caso dos trabalhadores sem registro. Já funcionários públicos contratados pela CLT receberam 96% do habitual, enquanto militares e estatutários obtiveram 98%.

 

O pesquisador do Ipea, Sandro Sacchet, autor da análise, afirma que o auxílio emergencial foi importante na sustentação das famílias com renda mais baixa. Após receber o benefício, os rendimentos nestes domicílios atingiram 103% do que seriam com as rendas habituais.

 

No mês de maio, cerca de 32% dos domicílios não apresentaram nenhuma renda de trabalho. De acordo com o estudo, 5,2% dos domicílios, cerca de 3,5 milhões, sobreviveram apenas com os rendimentos do auxílio emergencial. O estudo aponta ainda que o benefício compensou cerca de 45% do impacto total da pandemia na massa de rendimentos no país.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade