Conectado por

Geral

Hemorio retoma pesquisa com plasma para combater a covid-19

Diante do aumento de casos de Covid-19, o Hemorio, Instituto de Hematologia do estado do Rio de Janeiro, decidiu retomar uma pesquisa com o uso do plasma sanguíneo para evitar casos graves da doença.

O plasma é a parte líquida do sangue, de cor amarelada, e que contém os anticorpos que protegem o organismo.

O diretor-geral do Hemorio, Luiz Amorim, explicou que o objetivo é transfundir o plasma de pessoas que tenham recebido pelo menos duas doses da vacina contra a Covid-19 e que estejam com a carga de anticorpos bem alta, para pacientes de risco, para que eles não desenvolvam a forma grave da doença.

Amorim acrescentou que o Hemorio precisa de pelo menos 20 doadores para esta pesquisa e que os interessados podem procurar o Instituto por meios das redes sociais.

O estudo do Hemorio está sendo feito em parceria com pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e da PUC daquele estado.

A pesquisa começou antes das vacinas, com o plasma de pessoas contaminadas e em recuperação, que era transfundido em pacientes internados e em estado grave com a doença.

Agora, segundo Amorim, os pesquisadores acreditam que o plasma de quem já recebeu a vacina pode evitar as formas graves da Covid-19.

Saúde Estudo poderá evitar formas graves da doença a quem tem comorbidades Rio de Janeiro 11/06/2022 – 15:31 Sâmia Mendes / Guilherme Strozi Cristiane Ribeiro – Repórter da Rádio Nacional covid sangue Plasma proteção sábado, 11 Junho, 2022 – 15:31 120:00

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias