Conectado por

Nacional

Guedes participa de reuniões em Roma e prepara Bolsonaro para Cúpula do G20

A primeira agenda do ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta sexta-feira (29), é um jantar com ministros de finanças da Cúpula do G20, que reúne em Roma, na Itália, as 20 maiores economias do mundo neste fim de semana.

Buscando azeitar o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), para o evento principal com os líderes, resolveu fazer a viagem no mesmo voo da comitiva presidencial, segundo informações do jornal Valor. 

Entre os temas previstos na pauta do G20, estão negociações por recursos financeiros para as áreas ambiental e de saúde, preparo da comunidade internacional para enfrentar outras pandemias e confirmação do acordo tributário internacional que vai impor taxação mínima de 15% sobre companhias multinacionais.

Na agenda do ministro da Economia, também constam reuniões bilaterais com autoridades dos Estados Unidos, Índia, Indonésia, Itália e Canadá. Há também encontro previsto com o secretário-geral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Mathias Cromann, com quem articula o desbloqueio das negociações do Brasil e outros países para a adesão à entidade.

Agenda do presidente

Nesta sexta-feira, Bolsonaro participou de reunião bilateral com o presidente da Itália, Sergio Mattarella, no Palácio do Quirinal, residência oficial do chefe de Estado italiano.

No sábado (30) e no domingo (31), Bolsonaro estará em reuniões com outros líderes mundiais na Cúpula de Roma, com quem discutirá iniciativas para recuperação econômica, tributação internacional e respostas à pandemia da Covid-19, proteção ao meio ambiente e mudanças climáticas.

O presidente, no entanto, não participará da abertura da COP 26, a conferência mundial sobre o clima organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Também haverá discussão sobre reformas nas organizações mundiais da Saúde (OMS) e do Comércio (OMC), além do revigoramento do comércio e de investimentos internacionais após os efeitos da pandemia do novo coronavírus no mercado internacional.

Além de Guedes e França, a comitiva presidencial é composta pelos ministros do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno; e da Cidadania, João Roma. A primeira-dama brasileira, Michelle Bolsonaro, cogitou acompanhar Bolsonaro na viagem, mas desistiu de última hora.

O TEMPO agora está em Brasília. Acesse a capa especial da capital federal para acompanhar o noticiário dos Três Poderes.

Fonte: O tempo

Mais notícias