Conectado por

DJ90

Nacional

Grupo de salões de beleza reabre unidades como mini mercados orgânicos

Publicado por

em

As unidades paulistanas da rede de salões de beleza focados em sustentabilidade do Grupo Laces estão fechadas desde o início da quarentena na cidade. Mas, a partir do dia 18 de maio, duas delas reabrem para o público.

Não, o empreendimento não está furando a quarentena nem clientes poderão voltar a cuidar do cabelo por lá. É que o grupo Laces firmou um parceria com a empresa de alimentos Solli Orgânicos e Naturais e a Fazenda Urbana Be Green para transformar duas das unidades, nos Jardins e em Moema, em mini mercados temporários (as chamadas “lojas pop-up”) especializados em produtos naturais.

Tanto a Laces and Hair, em Moema, quanto a Bioma Salon Aveda , nos Jardins, se transformarão temporariamente em “Bioma Secos e Molhados” e venderão itens básicos de hortifrúti e também itens de mercearia, adega, padaria, limpeza, produtos de beleza e até itens de decoração e livros. O foco será em produtos orgânicos e de pequenos produtores.

Na legislação atual, padarias, mercados e farmácias podem permanecer abertos durante a quarentena.

“Está na hora de realmente colocarmos em prática uma economia colaborativa para atender uma demanda crescente da sociedade em busca de mais saúde em seu dia a dia”, diz Itamar Cechetto, sócio do grupo Laces.

Outra iniciativa do grupo durante a quarentena foi começar a produzir álcool gel.

O mini mercado da unidade do Jardins (Rua Haddock Lobo, 1576) será inaugurado em 18 de maio. A unidade de Moema (Av. Juriti, 192), no dia 20. Elas oferecerão possibilidade de compras no local ou no esquema take away e delivery.

Fonte: Exame