Conectado por

Nacional

Diversidade: o ponto de mudança da sua empresa

Você já percebeu quantos funcionários de grupos diversos fazem parte de sua organização? Uma pesquisa realizada pelo braço da Organização das Nações Unidas para aspectos trabalhistas, a Organização Internacional do Trabalho (OIT), mostra que apesar de 87% das empresas afirmarem o desejo de reconhecimento na área de diversidade, é a minoria delas que realmente faz investimentos para a atração de talentos nesta área.

De acordo com esse levantamento, 99% dos entrevistados acreditam que os grupos que ainda possuem menor representação nas empresas são aqueles de pessoas que acabaram de sair do sistema penitenciário. Em seguida, os migrantes (96,36%) e transsexuais (93,33%) são aqueles que mais enfrentam dificuldades na inserção profissional.

De acordo com especialistas, o conceito da necessidade de inclusão nas empresas é a prova de que muitas delas ainda praticam a “exclusão”. O principal objetivo, nesse sentido, deve ser a criação de um ambiente no qual as pessoas não necessitem de um processo de inserção, que é o que ocorre hoje em dia.

Outro ponto relevante trazido pela pesquisa realizada pela OIT foi o de que, até mesmo quando é considerada a diversidade, há preconceitos que permeiam o assunto. Representantes da organização ressaltam que, por exemplo, não adianta trabalhar com a população LGBTQIA+ e só empregar homens gays brancos. É preciso ir além e entender como quebrar esse ciclo.

Para entender sobre mais visões relacionadas à diversidade e descobrir os benefícios de uma equipe diversa no seu ambiente profissional, receba insights sobre o assunto e confira detalhes do tema no vídeo com Diego Cidade, CEO da Academia do Universitário, na coluna “A Nova Geração do RH”

Fonte: Exame

Mais notícias