Conectado por

DJ90

Geral

Dia Nacional de Prevenção à Hipertensão: pacientes podem ter maior complicação de Covid-19

Publicado por

em

No Dia Nacional de Prevenção à Hipertensão, a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo faz um alerta sobre o risco da Covid-19 em pacientes com hipertensão e destaca que os cuidados com a doença são essenciais, principalmente agora, por conta da pandemia do novo coronavírus.

 

O médico científico da Sociedade de Cardiologia, Flávio Borelli, lembra que durante a pandemia de coronavírus, os hipertensos precisam de atenção especial. Eles devem tanto evitar o contágio pelo vírus, medida baseada principalmente no isolamento social, como manter os cuidados habituais para o controle da pressão arterial com o uso regular de medicamentos, dieta equilibrada e prática de exercícios.

 

A hipertensão é um dos principais fatores de risco para as doenças do coração. Segundo a entidade, 36 milhões de adultos brasileiros têm pressão alta. Entre os idosos, a hipertensão atinge 60%. A doença é responsável, direta ou indiretamente, por metade das mortes por doenças cardiovasculares, cerca de 200 mil óbitos todos os anos, segundo informações da Sociedade de Cardiologia de São Paulo.

 

O cardiologista João Fernando Monteiro alerta que a hipertensão não tratada pode ocasionar morte súbita, acidente vascular cerebral, que é o derrame, infarto agudo do miocárdio, insuficiência cardíaca, doença arterial periférica e doença renal crônica. Ele ainda alerta que, nos casos de Covid-19, o hipertenso não controlado tem mais complicações e maior. mortalidade

Fonte: Ag. Brasil