Conectado por

Nacional

Desmoronamento em gruta no interior de SP deixa sete mortos

A Polícia confirmou a morte de sete pessoas entre as que ficaram soterradas no desabamento ocorrido na madrugada deste domingo, na gruta Duas Bocas, localizada em Altinópolis, no interior de São Paulo. Uma das vítimas jfoi identificada como Débora Silva Ferreira, 24.  Ao todo, dez pessoas de um grupo de 28 que estava participando de um treinamento como bombeiros civis foram soterradas. Pelo novo balanço, são sete mortos, dois desaparecidos e uma pessoa que foi resgatada com vida. Outras seis ficaram feridas, mas não chegaram a ficar presas. Eles foram encaminhados ao Hospital de Misericórdia de Altinópolis, e já receberam alta. 

Para a ocorrência, foram mobilizadas  20 viaturas e 75 bombeiros. O 9º Grupamento de Bombeiros de Ribeirão Preto declarou, também em sua rede social, que “uma das vítimas soterradas estava em “local bem colapsado e de muito risco. Necessário utilização de várias escoaras para execução de trabalho seguro”, informou o grupamento.

Em nota, a prefeitura de Altinópolis informou que um “grupo  estaria realizando um treinamento particular para bombeiros civis, oferecido por uma empresa privada do Município de Batatais”. A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros informaram que não foram comunicados anteriormente sobre a realização do treinamento. 

Tainá Abreu, proprietária da Real Life Treinamentos, empresa responsável pelo exercício que era conduzido na gruta, diz que estava ocorrendo na gruta exatamente um exercício para resgate de vítimas em áreas remotas. Segundo ela, não era a primeira vez que práticas eram realizadas no local.

A Secretaria de Segurança Pública afirmou que uma força-tarefa foi montada para atuar no resgate. “Um grupo de especialistas em resgate, acompanhado por técnicos da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil e um geólogo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), decolou em um King Air da PM às 11h30 do aeroporto Campo de Marte, em São Paulo, rumo ao município para reforçar o trabalho”, afirmou a pasta, em nota.

O governador João Doria (PSDB) afirmou numa rede social que acompanha o resgate.

* matéria em atuallização

Fonte: O tempo

Mais notícias