Conectado por

DJ90

Geral

Deputados afastados retomam mandatos na Alerj; volta ocorreu após decisão do STF

Publicado por

em

Os cinco deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro soltos no ano passado já retomaram os mandatos em sessão realizada nessa quinta-feira. Apenas um deles não participou da sessão.

André Corrêa, do DEM,  Marcos Abrahão, do Avante, Luiz Martins, do PDT, Chiquinho da Mangueira, do PSC, e Marcus Vinicius Neskau, do PTB, foram presos preventivamente em outubro de 2018, na Operação Furna da Onça, um desdobramento da Lava Jato no estado, que investigou a corrupção entre deputados e empresas privadas, além do loteamento de cargos em órgãos públicos.

Eles chegaram a ser empossados na prisão e os suplentes assumiram o cargo. Um ano depois, a Alerj decidiu, em plenário, soltar os parlamentares, depois que a ministra do STF, Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia entendeu que era responsabilidade da casa legislativa soltar ou manter os políticos presos.

A posse dos deputados, no entanto, estava suspensa por decisão do Tribunal de Justiça do estado, e recentemente foi derrubada pelo STF. A Alerj recebeu a ordem para que os parlamentares reassumissem os mandatos na quarta-feira.

Durante a sessão o presidente da Casa, André Ceciliano, do PT, saudou os cinco suplentes pelo trabalho durante o tempo que exerceram os cargos.

Fonte: Ag. Brasil