Conectado por

DJ90

Geral

Crimes contra a vida cresceram 6% em março no Rio de Janeiro

Publicado por

em

Mesmo com as medidas de isolamento social, em vigor no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março, os crimes letais intencionais no estado registraram alta de 6% no mês passado. Os dados foram divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP).

 

Foram contabilizados pelo órgão oficial do governo estadual 383 casos em março deste ano, contra 360 no mesmo mês do ano passado.

 

Se considerado, no entanto, o primeiro trimestre do ano, os crimes violentos contra a vida caíram 2%. Nos três primeiros meses de 2020, 1.078 pessoas morreram vítimas desses crimes. Já em 2019, foram 1.099 mortes.

 

O ISP explicou que a queda de alguns indicadores poderia estar relacionada às medidas de distanciamento social impostas pela pandemia do novo coronavírus que, além de reduzir a criminalidade, provocam diminuição dos registros de ocorrência, resultando em sub-notificações.

 

Mas, no caso dos crimes letais intencionais, o efeito foi inverso. O indicador, que soma os registros de ocorrência de homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte, teve alta no período analisado.

 

Os homicídios dolosos representam a maior parte desses casos, com 372 ocorrências em março deste ano, número que representa aumento de 8% em relação ao passado.

 

As mortes por intervenção de agente do estado tiveram queda de 14% em março, quando houve 113 casos.

 

O ISP também informou que houve queda no número de feminicídios e tentativas de feminicídio no período, mas os números se mantiveram dentro da média mensal observada.

 

Segundo o instituto, o total de crimes enquadrados na Lei Maria da Penha caiu 31%. Em março do ano passado, foram registrados 6.849 crimes de violência doméstica contra mulheres e, neste ano, 4.745.

 

O ISP destaca, no entanto, que os números consideram apenas os registros de ocorrências das delegacias de polícia, o que não inclui a Central 190, o Disque 180 do Governo Federal e o Disque Denúncia, que devem ser incluídos no  Monitor da Violência Doméstica contra a Mulher no Período de Isolamento Social, criado especialmente para esse contexto atual.

 

Com menos pessoas nas ruas, os casos de roubo registrados em delegacias desabaram no mês de março. Os roubos a veículos tiveram uma redução de 35% em comparação com o ano passado, e os roubos de rua caíram 42%.

 

Os roubos de carga tiveram uma queda ainda maior, de 43%, quando analisado março de 2019.

 

A violência no trânsito também apresentou queda no mês, uma redução de 21% das mortes em acidentes, que representa 34 vítimas a menos na comparação com igual período do ano passado.

Fonte: Ag. Brasil