Conectado por

DJ90

Nacional

Contra Covid-19, galeria Nara Roesler doa R$ 900 mil em obras de arte

Publicado por

em

Como símbolo da doação feita para minimizar os efeitos da Covid-19, a galeria Nara Roesler elegeu uma obra de Marcos Chaves. Trata-se de uma bandeira verde e rosa, em tecido, que ostenta a frase “vai passar” de um lado e uma interrogação do outro. “Resume nossa esperança por dias melhores e a dúvida que todos partilhamos”, diz Alexandre Roesler, um dos diretores da galeria fundada pela mãe dele.

Com matriz em São Paulo e filiais no Rio de Janeiro e em Nova York, a instituição pinçou de seu acervo 29 obras de arte. E todo o dinheiro obtido com a venda do conjunto vai para o fundo emergencial da UniãoSP. A entidade irá gastá-lo, integralmente, com a compra de cestas básicas para as famílias mais afetadas pela pandemia, como as que não têm como se sustentar em tempos de isolamento social — aos interessados em contribuir, basta acessar uniaosp.org.

Tudo somado, o acervo doado pela Nara Roesler equivale a exatos 919.940 reais, suficientes para a compra de mais de 15 mil cestas básicas. “Devemos muito a São Paulo e não poderíamos deixar de ajudar a cidade nesta hora”, diz Alexandre. “Acho que os compradores terão um orgulho a mais ao admirar a peça adquirida, sabendo que ela ajudou a colocar comida na mesa de quem mais precisou durante a quarentena”.

Obra de Marcos ChavesDivulgação/Divulgação

“Colonies: Flowers”, de Vik Muniz, é a peça mais cara. Custa 133 mil reais. A bandeira de Marcos Chaves pode ser sua em troca de 60.800 reais. Outros destaques são uma pintura a óleo sobre papel de Sérgio Sister, a 30.400 reais; uma tela de Julio le Parc, de 60 mil reais; e uma escultura de alumínio de Artur Lescher, vendida a 68.400 reais. A serigrafia “Pitágoras”, de Abraham Palatnik, é um dos itens mais em conta. Sai por 10 mil reais. Até o dia 15 de abril, dez das 29 obras doadas já haviam sido vendidas. Os contatos para quem quiser comprar a sua: [email protected] ou (11) 98537-4543.

Fonte: Exame