Conectado por

DJ90

Geral

Celso de Mello retira sigilo de vídeo da reunião do presidente Jair Bolsonaro com ministros

Publicado por

em

O ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello levantou parcialmente o sigilo do vídeo que registrou a reunião do presidente Jair Bolsonaro com ministros no dia 22 de abril. A decisão foi divulgada no fim da tarde desta sexta-feira, e só manteve o sigilo sobre os trechos que tratam de relações internacionais, por motivo de segurança nacional.

A gravação é considerada prova do inquérito aberto a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, para apurar as declarações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Ao se demitir, Moro disse que Bolsonaro teria tentado interferir politicamente na Polícia Federal.

Em uma transmissão ao vivo nas redes sociais nessa quinta-feira, Jair Bolsonaro disse que o vídeo provaria exatamente o contrário.

Moro defendeu a divulgação da íntegra do vídeo, com cerca de duas horas de duração. A Advocacia-Geral da União sugeriu que o relator divulgasse apenas os trechos em que Bolsonaro falou, que seriam cerca de 20 minutos. E a Procuradoria-Geral da República pediu a liberação apenas dos trechos que tivessem a ver com o inquérito.

Celso de Mello é o relator desse inquérito no Supremo. Na semana passada, o governo entregou a íntegra do vídeo à Polícia Federal, que exibiu as imagens para os delegados do caso, o ex-ministro Sergio Moro e os representantes da PGR e da AGU.

A decisão de Celso de Mello tem 55 páginas e a transcrição do vídeo, 75. Após a divulgação, dezenas de milhares de pessoas acessaram o portal do Supremo Tribunal Federal na internet e o site acabou saindo do ar.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade