Conectado por

DJ90

Geral

Brasil atinge 1 milhão de casos de Covid-19

Publicado por

em

O Brasil ultrapassou, nessa sexta-feira, a marca de 1 milhão de casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus. De acordo com o balanço da pandemia, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país teve, em 24 horas, 54.771 pessoas que testaram positivo para a Covid-19 – quase 2,5 vezes o registrado nessa quinta-feira. No total, são 1.032.913 contaminados. E, com 1.206 novos registros, já são 48.954 vítimas da doença.

Esta semana, a Organização Mundial da Saúde apontou uma tendência de desaceleração da pandemia no Brasil. Mesmo assim, tanto a OMS quanto o Ministério da Saúde alertaram que isso não significa redução dos casos. O infectologista David Urbaez concorda com o alerta e prevê que ainda não chegamos ao pico das contaminações e mortes.

O Mapa do Isolamento Social, divulgado pela empresa inLoco, com dados dessa quinta-feira, mostra o índice de isolamento no país em 38,5%. E os estados estão bem próximos dessa média. O maior percentual de afastamento social é o do Acre, com 43%, e o menor é o de Tocantins, com 34,3% de isolamento.

De acordo com o especialista David Urbaez, o afastamento social foi a medida mais efetiva para conter o vírus SARS-COVI-2 em outros países.

Para o infectologista, ao reabrir o comércio, prefeitos e governadores cederam aos apelos do poder econômico e transferiram para o cidadão a responsabilidade de se proteger. David Urbaez afirmou que o ideal seria manter as pessoas em casa e que as diferentes esferas de governo oferecessem ajuda mais efetiva a pequenas e médias empresas para mantê-las fechadas e, dessa forma, evitar aglomerações nas ruas e no transporte público.

Urbaez destaca, ainda, que o Brasil deve adotar a estratégia de fazer testagem em massa, como vem anunciando desde o mês de março. E que a pandemia tem crescido nas regiões de periferia e no interior do país.

No Amazonas, os sistemas de saúde e funerário entraram em colapso no mês de abril. Durante um mês e meio, o principal cemitério da capital, Manaus, usou retroescavadeiras para abrir covas coletivas.

 

A primeira confirmação de infecção pelo novo coronavírus no país foi no dia 26 de fevereiro – um morador de São Paulo que tinha chegado da Itália. E a primeira vítima da Covid-19 morreu no dia 16 de março, também em São Paulo.

Fonte: Ag. Brasil