Conectado por

Geral

UFRJ aprova cotas para todos os cursos de pós-graduação

A Universidade Federal do Rio de Janeiro aprovou a adoção obrigatória de cotas em todos os cursos de pós-graduação stricto sensu.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira. Todos os processos de seleção para o mestrado e o doutorado deverão ofertar vagas específicas para pessoas pretas, pardas, indígenas e com deficiência nos seus processos de seleção. 

A decisão atende uma reivindicação da Associação dos Pós-Graduandos que vinha realizando uma campanha chamando atenção para a importância de medida e organizou um manifesto online que recebeu mais de 600 assinaturas.

A adoção das cotas foi decidida por unanimidade pelo Conselho de Ensino para Graduados, órgão composto por docentes, representantes de estudantes e de servidores técnico-administrativos da UFRJ.

Foi aprovada resolução que fixa em pelo menos 20% as vagas para pessoas pretas, pardas e indígenas e 5% para pessoas com deficiência. Os cursos podem, a partir de estudos técnicos, estabelecer percentuais superiores.

A resolução estabelece ainda que os processos seletivos devem reforçar a pontuação das mulheres em situação de parentalidade, ou seja, mães que tiveram filhos por adoção ou gestação nos últimos cinco anos.

Outro dispositivo fixa que estudantes em situação de hipossuficiência econômica devem ser priorizados na distribuição de bolsas.

Com a decisão, a UFRJ se junta a outras universidades federais que já adotam a medida há mais tempo.

*Com informações da Agência Brasil

Educação Brasília 15/06/2022 – 23:47 Agência Brasil Beatriz Arcoverde* – Editora da Radioagência Nacional obrigatoriedade de cotas quarta-feira, 15 Junho, 2022 – 23:47 2:01

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias