Conectado por

Geral

TSE decide sobre candidaturas para governador e senado em coligações

Os partidos que estiverem coligados para a eleição de governador em outubro não podem se coligar com outros partidos para lançar candidatos ao Senado. Se as legendas não quiserem apoiar um mesmo nome para senador, podem lançar apenas candidaturas individuais.

A decisão foi tomada no julgamento dessa terça-feira, no Tribunal Superior Eleitoral, por 4 votos a 3. O ministro Mauro Campbell Marques foi o autor do voto vencedor. Para ele, essas regras ajudam os políticos eleitos a governar.

Entre as regras que melhoraram esse ambiente político, Campbell Marques citou a manutenção das eleições proporcionais, que valorizam o papel dos partidos políticos; a proibição de coligações para as eleições proporcionais e a regulamentação da formação das federações partidárias. Diferentemente das coligações, que podem ser desfeitas logo após a eleição, os partidos federados precisam permanecer juntos por, pelo menos, quatro anos.

Também na sessão dessa terça, o TSE lançou o Sistema de Alerta contra desinformações sobre o processo eleitoral. Se você receber alguma notícia falsa – fake news -, pode denunciar ao tribunal no endereço tse.jus.br/sistema-de-alerta.

Justiça Brasília 22/06/2022 – 23:43 Roberto Piza / Beatriz Arcoverde Victor Ribeiro – Repórter da Rádio Nacional Eleições 2022 Coligações quarta-feira, 22 Junho, 2022 – 23:43 1:52

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias