Conectado por

DJ90

Geral

Tecnologia de comunicação entre médicos e pacientes reduz risco de contágio da Covid-19 em hospital

Publicado por

em

O Hospital Universitário Antônio Pedro, no centro de Niterói, região metropolitana do Rio, inaugurou um canal de comunicação para facilitar o contato entre médicos e pacientes com quadro de saúde mais simples, não relacionado ao coronavírus. A nova ferramenta, chamada de HUAPfone, promete ajudar, especialmente no contexto de pandemia, viabilizando atendimentos via webconferência.

A tecnologia funciona da seguinte forma: o paciente insere o nome no sistema, com número de prontuário e telefone para contato. A partir daí, ele indica o serviço e a especialidade médica da qual precisa. O pedido é, então, automaticamente redirecionado aos médicos, que avaliam as informações recebidas e decidem se é necessário entrar em contato com o paciente imediatamente ou se é possível aguardar o dia da consulta previamente agendada. No caso de uma orientação que precisa ser repassada de maneira rápida, é feita uma videochamada entre o médico e o paciente.

A professora de geriatria da Faculdade de Medicina da UFF, Yolanda Boechat, responsável pela implantação do dispositivo no Antônio Pedro, afirma que a novidade reduz o tempo de permanência do paciente na unidade de saúde, e, consequentemente, os riscos de infecção por Covid-19.

A coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica e Telecomunicações, Natália Fernandes, esclarece, no entanto, que o telemonitoramento não funciona como um atendimento de emergência, mas sim como um suporte para o acompanhamento dos pacientes.

Inicialmente, o dispositivo foi pensado para agilizar e tornar mais eficiente a comunicação em meio à pandemia, mas, segundo Natália Fernandes, já existe uma movimentação para torná-lo parte da rotina do hospital mesmo depois que o período de crise passar.

Segundo ela, setores de prontuário e de atendimento telefônico manifestaram interesse pela manutenção do canal de comunicação de maneira permanente, para simplificar e otimizar os processos que já existem.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade