Conectado por

DJ90

Geral

Setor elétrico se une para arrecadar fundos para Fiocruz usar no combate à Covid-19

Publicado por

em

Sete empresas do setor elétrico se uniram para reforçar o fundo emergencial da Fiocruz, Fundação Instituto Oswaldo Cruz. Até o momento, serão doados  R$ 9 milhões para o fundo. O auxílio vai aumentar a produção de testes diagnosticos da Covid 19.

 

As empresas são dos segmentos de geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia.O projeto é coordenado pelo Instituo Acende Brasil.

 

A expectativa é  que outras empresas do setor participem da ação nos próximos dias, com novas doações para a Fiocruz.

 

O grupo  também está engajado em outros projetos, em todo o país. 

 

Foi criado o movimento Energia do Bem para combater o novo coronavírus por meio de quatro frentes de ação: doação de ventiladores pulmonares, conserto de ventiladores pulmonares quebrados, obras elétricas em unidades públicas de saúde e captação de recursos para assistência a idosos.

 

Na primeira frente, os investimentos alcançam em torno de R$ 6 milhões. Já foram doados recursos para aquisição de 11 ventiladores pulmonares para unidades de Tratamento Intensivo de Minas Gerais e Sergipe.

 

Mais aparelhos serão doados para os outros estados onde o grupo atua.

 

No Acre, seis aspiradores portáteis já foram entregues ao Hospital da Criança para que pacientes com baixa imunidade possam continuar o tratamento em casa, liberando assim  leitos para pacientes da Covid-19.

 

Um levantamento nos 11 estados do país aponta que até o momento 448 ventiladores necessitam de conserto em unidades de saúde localizadas em Minas Gerais, Sergipe, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

 

Os aparelhos serão consertados nas oficinas do Senai, graças à parceria firmada com a CNI ,Confederação Nacional da Indústria.

 

Foi criado também o portal Energia do Bem, com informações sobre a Covid-19 e conteúdo para reduzir os impactos do isolamento social, que  tem a curadoria da Unesco.

 

Com informações da Agência Brasil. 

Fonte: Ag. Brasil