Conectado por

Nacional

Serviços de cashback: saiba como recuperar parte do dinheiro gasto em compras

Parte do dinheiro gasto em compras pode ser recuperado através de serviços de cashback. O termo, do inglês, significa dinheiro de volta, e em muitos casos funciona como uma relação de benefícios entre o consumidor, serviços de cashback e empresas parceiras.

Crystal Frant, gerente de produto na MyCashback, compara o sistema a um shopping, em que as pessoas entram para concluir transações nas lojas parceiras. A inclusão e divulgação pela plataforma de cashback dá visibilidade aos parceiros, que é retribuída na forma de comissão sobre as vendas intermediadas.

“É muita divulgação praticamente de graça, porque tem também o apelo do cashback”, diz Frant.

É da comissão paga pelos parceiros que vem a devolução do dinheiro, como explica a coordenadora de e-commerce do Méliuz, Renata Buldrini. “Cada venda que geramos tem um percentual de comissão, e devolvemos parte dessa comissão ao usuário em forma de cashback.”

A educadora financeira Cíntia Senna alerta que, apesar das ofertas serem tentadoras, é importante não agir por impulso para que os gastos não acabem gerando prejuízo.

“Muitas pessoas acabam gastando mais do que podem, às vezes não conseguindo pagar a fatura do cartão e estando sujeitas a juros e multas por atraso.”

A especialista recomenda entender os recursos e gastos da família e, a partir do valor disponível, definir limites para as compras no período.

“A falta de conhecimento e de educação financeira para lidar com os gastos tem levado muitas pessoas a não utilizar corretamente esta ferramenta em função de buscar este benefício, fazendo com que produza mais malefícios do que benefícios.”

Entre os fatores a serem considerados, é importante lembrar que há prazos para que cada plataforma deposite o cashback. Além disso, algumas só permitem o resgate para conta bancária após o acúmulo de determinado montante ou só permitem o uso do valor em estabelecimentos específicos.

“Tenho que ter essa consciência do que estou gastando, como estou gastando e o que vou concentrar”, conclui Senna.

CONHEÇA SERVIÇOS DE CASHBACK

– Méliuz

Ativo desde 2011, o Méliuz tem 23,6 milhões de usuários e oferece cashback em mais de mil lojas parceiras, incluindo segmentos como eletrônicos, eletrodomésticos, moda e farmácias.

Como se cadastrar?

Para fazer a compra com cashback, é necessário ter um cadastro na plataforma, que pode ser feito no site https://www.meliuz.com.br/cadastrar. O serviço é totalmente gratuito.

Como receber cashback?

Através do aplicativo ou site do Méliuz, o usuário pode iniciar compras com cashback nas lojas parceiras. Também existe a possibilidade de ativar o cashback e utilizar cupons de desconto diretamente no site parceiro, utilizando a extensão para navegador.

Como recuperar o dinheiro?

Após o pagamento, a loja tem um período para confirmar o cashback, que pode ser acompanhado no Méliuz. A partir de R$ 20 acumulados, é possível resgatar o valor para a conta do usuário, podendo transferi-lo para a conta bancária através de Pix ou utilizá-lo diretamente no app.

A empresa oferece outros serviços de cashback? O Méliuz também oferece cartão de crédito sem anuidade, que oferece até 2% de volta na fatura de acordo com o valor gasto. O serviço também pode ser somado ao da Ame, programa parceiro de pagamentos.

MyCashback

Empresa israelense presente no Brasil desde 2017, o MyCashback tem em torno de 500 lojas parceiras e mais de 300 mil usuários.

Como se cadastrar?

O cadastro é gratuito e pode ser feito no site https://www.mycashback.com.br/, somente com e-mail e senha.

Como receber cashback?

Através do aplicativo ou site do MyCashback, o usuário pode iniciar compras com dinheiro de volta em lojas parceiras. O programa também tem uma extensão para navegador, que alerta quando há parceria com o site visitado, permitindo ativar o cashback.

Como recuperar o dinheiro?

O usuário precisa acumular no mínimo R$ 50 aprovados pelos parceiros e creditados em cashback para permitir o saque via conta bancária, PayPal ou Pix.

A empresa oferece outros serviços de cashback? Não, mas é possível utilizá-lo em conjunto com cupons de desconto fornecidos pela própria plataforma e também com a Ame, programa parceiro de pagamentos.

Ame

A Ame é a plataforma financeira da Americanas S.A.. Criada em 2018, permite que o cashback seja utilizado somente em estabelecimentos parceiros, com o objetivo de fidelizar o cliente.

Como se cadastrar?

O cadastro pode ser feito no aplicativo Ame Digital, disponível no Google Play e na App Store.

Como receber cashback?

Para utilizar o serviço, a Ame deve ser utilizada como como meio de pagamento em compras de parceiros e produtos com oferta de cashback.

Como recuperar o dinheiro?

A Ame não permite retirada ou transferência de cashback. Assim, o saldo pode ser utilizado em lojas físicas da Americanas S.A., sites e apps das marcas Americanas, Submarino, Shoptime, Soub!, Postos Petrobras e outros parceiros do mundo físico e digital, mas não pode ser recuperado para uma conta bancária.

A empresa oferece outros serviços de cashback? Entre seus serviços, a Ame também oferece cartão de crédito gold Mastercard, sujeito a aprovação, com anuidade grátis e cashback em determinadas ofertas da Americanas S.A.. ​

BANCOS DIGITAIS TAMBÉM OFERECEM COMPRAS COM CASHBACK

O serviço de cashback também é oferecido por bancos digitais, em marketplaces (plataformas que reúnem várias lojas em um mesmo ambiente) e cartões de crédito.

Banco Inter

O Banco Inter oferece cashback no cartão de crédito e na Inter Shop, espécie de shopping virtual com acesso a 827 estabelecimentos parceiros. As compras podem ser feitas inteiramente nesse ecossistema, resultando em depósito imediato do cashback na conta, ou no site dos parceiros, com o retorno entre 45 e 60 dias após a compra. O dinheiro é creditado diretamente na conta e pode ser usado pelo cliente como desejar.

Já no cartão de crédito, o cashback é aplicado sobre o valor da fatura e depende do modelo do cartão. Segundo Gouveia, o único pré-requisito é estar com a fatura em débito automático, e uma porcentagem do valor gasto no cartão é então creditada de volta na conta em até 6 dias.

Além disso, o Inter também permite o uso da platafo rma de cashback a quem não é correntista. Realizando a compra pelo Inter Shop é possível receber 70% da porcentagem de cashback indicado para a loja, que será creditado na conta corrente informada entre 45 e 120 dias após a compra.

Banco Next

O Banco Next oferece cashback em compras realizadas no NextShop, disponível para clientes. Toda a compra é realizada dentro do aplicativo, em que há 60 lojas parceiras. O percentual de cashback varia de acordo com datas sazonais, campanhas, produtos e parceiros, e o valor é depositado em conta sete dias após a aprovação da conta.

Banco Original

O Banco Original oferece cashback em compras realizadas nos mais de 230 parceiros através da Original Store, disponível para clientes. Após a compra, o cliente recebe pontos, que podem ser convertidos em dinheiro em conta ou desconto na fatura.

Além disso, tem um cartão de crédito em que permite a devolução de percentuais que variam de acordo com o modelo do cartão, gerando pontos que também podem ser convertidos ou resgatados como dinheiro pelo aplicativo. O cartão internacional tem anuidade zero.

Nubank

O Nubank oferece cashback em compras realizadas no cartão Ultravioleta desde julho de 2021. Em toda transação, o cliente imediatamente recebe 1% do valor, que fica sujeito a 200% do CDI. O dinheiro também pode ser revertido em milhas no programa Smiles.

A mensalidade do cartão, de R$ 49, é eliminada caso o cliente gaste R$ 5 mil no mês ou tenha um mínimo de R$ 150 mil guardados ou investidos.

Outros serviços

No C6Bank, também é possível receber pontos pelas compras, que podem ser convertidos em cashback considerando diferentes parâmetros. Mais informações podem ser conferidas no site do Programa Átomos, seu programa de pontos.

O PicPay, aplicativo de pagamentos, oferece cashback esporadicamente. Segundo nota divulgada pela empresa, o serviço visa gerar engajamento para que usuários conheçam a plataforma. As campanhas podem incluir dinheiro de volta em pagamentos de contas e boletos e compras específicas, mas o cashback só pode ser usado dentro do aplicativo. Mais informações estão disponíveis no site https://blog.picpay.com/cashback-picpay/.

Privacidade também deve ser considerada

Rodrigo Gouveia, CEO do Inter Shop, afirma que seu marketplace tem benefícios por começar dentro de um banco, com dados obtidos mediante autorização do usuário e analisados para propor a melhor oferta. “O conhecimento que temos do cliente, de dados, do que compra, quanto ele gasta, ticket médio, se tem financiamento, é muito maior”, afirma. Gouveia também diz que os dados não são compartilhados com outras plataformas.

Apesar do lado positivo, o compartilhamento de dados também é motivo para cautela por parte do usuário. Christian Perrone, coordenador das áreas de direito e GovTech no Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS Rio), recomenda que, se possível, usuários só participem de programas dos quais tenham maior conhecimento e confiança.

“A quantidade de informação e algoritmos complexos que tratam essa informação permite inferir uma série de coisas das quais as pessoas não se dão conta”, afirma O especialista destaca que não é o caso de todas as plataformas, mas que há o risco de compartilhamento de dados com empresas, especialmente a longo prazo: “Às vezes, o ganho que você vai ter com cashback não necessariamente é compatível com o risco que você está tomando em um futuro próximo”.

(Natalie Vanz Bettoni – Folhapress)

Fonte: O tempo

Mais notícias