Conectado por

Geral

Réveillon do Rio: oito prisões na orla de Copacabana

Apesar do público menor, a Guarda Municipal, a Polícia Militar, profissionais de Saúde e agentes da SEOP, Secretaria de Ordem Pública, tiveram muito trabalho na virada do ano em Copacabana. 

Segundo a Secretaria, foram efetuadas oito prisões na orla de Copacabana durante o Réveillon. A maioria dos crimes foi de furto de telefone celular. As equipes da SEOP flagraram diversos veículos que serviam de depósito irregular de mercadorias. 

Dois eventos clandestinos, um no Arpoador e outro em Copacabana foram interrompidos pela Guarda Municipal. Do dia 29 de dezembro, até a manhã desse sábado (1), cinco mil 794 mercadorias irregulares foram apreendidas nas praias de Copacabana, Leme e Ipanema.

Quem também teve muito trabalho, mas sem perder o bom-humor e a alegria de sempre foram os garis cariocas, que recolheram 320  toneladas de lixo, na orla; 167 toneladas só em Copacabana. O presidente da Comlurb, Companhia Municipal de Limpeza Urbana, Flávio Lopes, falou sobre a estratégia diferenciada utilizada este ano.

A preocupação com a sustentabilidade, marca do trabalho da companhia nos grandes eventos, se repetiu neste Réveillon, 120 garis trabalharam exclusivamente na coleta seletiva em Copacabana. Foram recolhidas mais de duas toneladas de material para reciclagem.

Geral Rio de Janeiro 01/01/2022 – 17:59 Rádio Nacional / Líria Jade Solimar Luz Violência ano novo 2022 Réveillon 2022 Ano Novo sábado, 1 Janeiro, 2022 – 17:59 2:44

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias