Conectado por

DJ90

Geral

Prefeito de São Paulo reconhece que população negra é mais afetada pelo coronavírus

Publicado por

em

O prefeito Bruno Covas reconheceu que as desigualdades dificultam a vida da população negra na cidade de São Paulo e que, por isso, também é a principal vítima da epidemia de coronavírus.

Segundo o prefeito, a renda média da população negra é menos da metade da dos brancos, a expectativa de vida é cerca de 8 anos menor e os negros são 6 a cada 10 vítimas de homicídio na cidade. Ele também lembrou que uma pessoa preta tem quase 38% mais risco de morrer por coronavírus que uma pessoa branca, e explicou porque isso acontece.

A avaliação foi feita enquanto ele comentava os protestos contra o racismo que se espalham pelo mundo com a morte de George Floyd, nos Estados Unidos, e lembrou do menino João Pedro, morto por policiais dentro de casa no Rio de Janeiro. O prefeito engrossou o coro com palavras de ordem que costumam embalar as manifestações no Brasil.

A cidade de São Paulo tem mais de 12 milhões de habitantes. Desse total, quase 40% são pessoas que se autodeclaram pretas ou pardas.

Fonte: Ag. Brasil