Conectado por

DJ90

Geral

Por que meu Auxílio Emergencial continua em análise; O que posso fazer?

Publicado por

em

Portal de Rondonia ? Notícias do Brasil e do Mundo ? – Notícias de Rondônia, Brasil e do Mundo. Garimpos em rondônia, concursos em rondônia e rondônia notícias

Se você foi consultar seu Auxílio Emergencial e não há uma resposta se você vai receber ou não o benefício, você deve ter ficado frustrado.

Afinal, muitas pessoas estão com suas contas de abril vencendo e, consequentemente, apavoradas devido à falta de dinheiro. Para essas pessoas, o benefício de R$ 600 ou R$ 1200, dependendo do caso, será a salvação financeira. Mas se você está se perguntando por que seu Auxílio Emergencial continua em análise, aqui você vai entender o motivo.

Regras do Auxílio Emergencial

Antes de mais nada, é importante salientar que não basta estar no Cadastro Único. O cidadão precisa estar em conformidade com as regras do Auxílio Emergencial. São estas regras:

  • Ser desempregado, microempreendedor individuais (MEI), contribuinte individual da Previdência Social ou trabalhador Informal, e ter mais de 18 anos de idade.
  • Pertencer à uma família com renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Leia também:

Caixa paga auxílio para informais e inscritos por aplicativo nesta terça-feira

Caixa já registrou 32,2 milhões de cadastros para auxílio emergencial

Receita regulariza CPFs com pendências para pagamento de auxílio

 

Quem não tem direito ao Auxílio Emergencial?

Serão automaticamente excluídos do Auxílio Emergencial os cidadãos que têm emprego formal ativo com carteira assinada ou que fazem parte de uma família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00), ou cuja renda mensal por pessoa seja superior a meio salário mínimo (R$ 522,50).

Outro empecilho é quando a pessoa está recebendo Seguro Desemprego ou outros benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família.

Por fim, também não poderão receber o Auxílio Emergencial aqueles que declararam imposto de renda em 2018 com rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70.

Por que meu Auxílio Emergencial continua em análise?

Se você cumpre todos os requisitos e mesmo assim seu Auxílio Emergencial continua em análise, provavelmente você será contemplado com o benefício de R$ 600 ou R$ 1200 nos próximos dias. É só uma questão de tempo para que o Governo Federal termine a análise e conclua que você tem direito ao benefício.

De acordo com o calendário do programa, as pessoas receberão o Auxílio Emergencial nas seguintes datas:

Inscritos no CadÚnico

Parcela 1: Correntistas da Caixa ou no Banco do Brasil, a partir de 9 de abril. E quem não tem conta, receberá na Poupança Digital da Caixa a partir de 14 de abril.

Parcela 2 (de acordo com o mês de aniversário, para quem está no CadÚnico)

  • Janeiro, fevereiro e março – a partir de 27 de abril.
  • Abril, maio e junho – a partir de 28 de abril.
  • Julho, agosto e setembro – a partir de 29 de abril.
  • Outubro, novembro e dezembro – a partir de 30 de abril.

Parcela 3 (de acordo com o mês de aniversário, para quem está no CadÚnico)

  • Janeiro, fevereiro e março – a partir de 26 de maio.
  • Abril, maio e junho – a partir de 27 de maio.
  • Julho, agosto e setembro – a partir de 28 de maio.
  • Outubro, novembro e dezembro – a partir de 29 de maio.

Sem Cadastro Único, cadastrado pelo site e App do Auxílio Emergencial

Parcela 1: A partir do dia 14.

Parcela 2 (de acordo com o mês de aniversário, para quem não está no CadÚnico)

  • Janeiro, fevereiro e março – a partir de 27 de abril.
  • Abril, maio e junho – a partir de 28 de abril.
  • Julho, agosto e setembro – a partir de 29 de abril.
  • Outubro, novembro e dezembro – a partir de 30 de abril.

Parcela 3 (de acordo com o mês de aniversário, para quem não está no CadÚnico)

  • Janeiro, fevereiro e março – a partir de 26 de maio.
  • Abril, maio e junho – a partir de 27 de maio.
  • Julho, agosto e setembro – a partir de 28 de maio.
  • Outubro, novembro e dezembro – a partir de 29 de maio.

Beneficiários do Bolsa Família

Se você recebe o Bolsa Família, não precisa se cadastrar no aplicativo ou site do Auxílio Emergencial. A avaliação será automática e o benefício entrará na mesma conta do Bolsa Família.

  • Primeira parcela – entre 16 e 30 de abril.
  • Segunda parcela – entre 18 e 30 de maio.
  • Terceira parcela – entre 17 e 30 de junho.

Como descobrir se estou cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico)?

​Se você não sabe se está no Cadastro Único, basta acessar o site meucadunico ou baixar o aplicativo para Android ou iOS.

 

O post Por que meu Auxílio Emergencial continua em análise; O que posso fazer? apareceu primeiro em Portal de Rondonia ? Notícias do Brasil e do Mundo ?.