Conectado por

DJ90

Geral

Pesquisa avalia impacto da Covid-19 na saúde mental de trabalhadores da área, em São Paulo

Publicado por

em

O Conselho de Enfermagem de São Paulo, Coren-SP, junto com a Universidade do Oeste Paulista está realizando uma pesquisa para avaliar o impacto da Covid-19 na saúde mental dos trabalhadores que estão na linha de frente no combate à doença. A expectativa é que boa parte dos mais de 583 mil profissionais de enfermagem em todo o Estado de São Paulo respondam ao questionário.

 

Para o Conselho, a pesquisa é importante para avaliar o impacto da Pandemia na saúde mental dos enfermeiros nas diferentes regiões do estado de São Paulo. A conselheira Erica Chagas, uma das responsáveis pela pesquisa, falou que há algumas pistas a respeito da condição da saúde mental dos enfermeiros. Ela citou que em sondagem do Conselho a respeito do fornecimento de EPIs na pandemia, havia uma pergunta a respeito do medo de atender pacientes com coronavírus e 80% dos profissionais responderam que tinham medo.

 

Em outra pesquisa, de 2019, com participação de 23 mil enfermeiros, 70% relataram ter crises de ansiedade e 50% afirmaram terem tido depressão, o que demonstra que mesmo antes da pandemia havia necessidade de programas e ações para acolher esses profissionais da saúde. Com a pandemia, Mariana Vastag, professora da Unoeste e outra responsável pela pesquisa, falou que enfermeiros têm relatado medo e apreensão, em razão de problemas na distribuição ou na qualidade de EPIs, na sobrecarga de trabalho e hostilidade de vizinhos.

 

A conselheira Érica Chagas lembra que a partir da pesquisa de saúde mental 2019, uma das ações conquistadas pelo Conselho foi uma lei que estabeleceu a obrigatoriedade da sala de descompressão ou descanso em todos os hospitais do estado.

Para responder ao questionário, que fica disponível até o dia 31 de Julho, os profissionais podem acessar o site portal.coren-sp.gov.br

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade