Conectado por

DJ90

Geral

Pedidos de seguro-desemprego sobem 35% na primeira quinzena de junho

Publicado por

em

Os pedidos de seguro-desemprego de trabalhadores com carteira assinada subiram 35% na primeira quinzena de junho em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento foi divulgado nesta quinta-feira pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia e considera os atendimentos presenciais e os requerimentos virtuais.

Apesar da alta em junho, os pedidos cresceram em ritmo menor no acumulado do ano, tendo somado 3,648 milhões de 2 janeiro a 15 de junho de 2020. Um aumento de 14% em relação ao acumulado no mesmo período do ano passado, 3,194 milhões.

Em 2020, mais da metade dos requerimentos de seguro-desemprego, 52%, foram feitos pela internet e por aplicativo no celular. No mesmo período do ano passado, 98% dos requerimentos foram presenciais.

Os três estados com maior número de pedidos foram São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

As superintendências regionais do trabalho do governo federal ampliaram os esforços para garantir o atendimento não presencial aos cidadãos durante o período da pandemia de Covid-19.

Foram disponibilizados canais adicionais de atendimento remoto. Para dúvidas e esclarecimentos, o empregado pode acionar as superintendências regionais do trabalho por meio de formulário online ou ainda pelos telefones que podem ser verificados na página.

No site é possível ainda acessar boletins mensais, tabelas de séries históricas e notas conceituais.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade