Conectado por



Nacional

Oscar 2024: os filmes favoritos à premiação, segundo a EXAME


Compartilhe:

Publicado por

em

Faltando algumas horas para a maior premiação do cinema, o clima de tensão na indústria cinematográfica cresce. A chegada do Oscar de 2024, que ocorre neste domingo, 10, a partir das 20h, tem disputa acirrada: o ano de 2023 teve uma excelente “safra” de filmes.

Na lista de indicados, constam gigantes que moveram bilhões nas bilheterias de 2023 — “Barbie”, sozinho, faturou US$ 1,4 bilhão. “Oppenheimer“, líder no ranking dos nomeados, aparece com 13 indicações. Seguido dele vem “Pobres Criaturas”, com 11 nomeações, e “Assassino da Lua das Flores“, com 10. Outras apostas, como “Anatomia de uma Queda“, “Vidas Passadas“, “Os Rejeitados” e “Zona de Interesse”, seguem na lista, logo atrás de “Barbie”, que recebeu oito indicações em sete categorias.

Apesar de polêmica, a lista de indicados fez história em 2023 ao indicar três filmes dirigidos por mulheres na maior categoria da noite — a de melhor filme. E pode fazer história durante a premiação também, a depender de seus premiados; mas isso tudo ainda é um mistério.

Para entrar no clima da premiação, as equipe da EXAME Casual e EXAME POP fez uma análise e separou quem podem ser os premiados nas principais categorias do Oscar. Confira:

Quem leva o Oscar em 2024?

Melhor filme

A categoria mais aclamada da noite será disputada por 10 filmes: “Oppenheimer”, “Anatomia de uma Queda”, “Barbie”, “Assassino da Lua das Flores”, “Pobres Criaturas”, “Vidas Passadas”, “Os Rejeitados”, “Maestro”, “Ficção Americana” e “Zona de Interesse”.

Na opinião da EXAME, em consenso, quem leva o prêmio nessa categoria é “Oppenheimer“. O filme de Christopher Nolan atende muitos requisitos caros à Academia, sobretudo por abordar um marco na história do planeta através de uma adaptação de uma biografia.

Sem tomadas de CGI e com três horas de duração, o longa reuniu um elenco de peso e entregou um resultado impactante e inovador para o gênero em que está inserido.

Melhor atriz

Concorrendo à estatueta de melhor atriz estão as indicadas Annette Bening (“NYAD”), Lily Gladstone (“Assassino da Lua das Flores”), Sandra Hüller (“Anatomia de uma Queda”), Carrey Mulligan (“Maestro”) e Emma Stone (“Pobres Criaturas”). E vale dizer que essa talvez seja a categoria mais disputada desta edição do Oscar, porque conta com excelentes performances.

Em maioria, a EXAME acredita que quem leva a estatueta dourada esse ano é Lily Gladstone, pelo trabalho em “Assassino da Lua das Flores”. Relativamente desconhecida na indústria cinematográfica, Gladstone assumiu um papel delicado no filme de Martin Scorcese, que explora a emoção e a devoção de maneira muito bem construída. Artista revelação, aos 37 anos, se de fato ganhar o prêmio, se tornará a primeira atriz indígena nativo-americana a fazê-lo.

Embora a maioria da equipe tenha optado por Gladstone, uma parcela dos repórteres também destaca o trabalho de Emma Stone em “Pobres Criaturas”, forte concorrente. A atuação como Bella Baxter pode ser vista como a mais bem trabalhada de toda a carreira da atriz, que exigiu dela uma consciência corporal e vocal intensas.

A maior disputa da noite, sem dúvida, será entre as duas.

Melhor ator

Na categoria de melhor ator concorrem Cillian Murphy (“Oppenheimer”), Bradley Cooper (“Maestro”), Colman Domingo (“Rustin”), Paul Giamatti (“Os Rejeitados”) e Jeffrey Wright (“Ficção Americana).

Em consenso, a EXAME acredita que quem leva o prêmio para casa será Cillian Murphy, pelo papel em “Oppenheimer“. O ator irlandês recebeu seu primeiro papel como protagonista em um longa-metragem de Christopher Nolan, depois de quase uma década trabalhando com o cineasta. Com excelente performance, Murphy encarou de frente o desafio de interpretar o criador da primeira bomba atômica da história e trouxe uma dimensão única para o personagem.

Caso vença, a estatueta se soma às do Bafta, Globo de Ouro e SAG Awards.

Melhor diretor

Em busca da estatueta de melhor direção aparecem Justine Triet (“Anatomia de uma Queda”), Martin Scorcese (“Assassino da Lua das Flores”), Yorgos Lanthimos (“Pobres Criaturas”), Jonathan Glazer (“A Zona de Interesse”) e Christopher Nolan (“Oppenheimer”).

Essa foi a categoria em que menos houve pouco consenso para a equipe da EXAME. Parte dos repórteres acredita que é Christopher Nolan quem leva o prêmio para casa, parte aposta em Martin Scorcese — que se o fizer, conquistará sua segunda estatueta —, parte escolheu Jonathan Glazer, em uma aposta surpresa, como o grande vencedor.

Nas últimas premiações do cinema, como o Bafta, Globo de Ouro, Critics Choice Awards e SAG Awards, Nolan saiu como o grande vencedor.

Melhor atriz coadjuvante

Na corrida para a estatueta de melhor atriz coadjuvante concorrem Emily Blunt (“Oppenheimer”), Danielle Brooks (“A Cor Púpura”), America Ferrera (“Barbie”), Jodie Foster (“NYAD”) e Da’Vine Joy Randolph (“Os Rejeitados”).

Essa também foi uma categoria em que houve pouco consenso para a equipe da EXAME. As apostas vão para Da’Vine Joy Randolph (“Os Rejeitados”), que desenvolve um papel sensível de uma cozinheira e mãe em luto; Emily Blunt (“Oppenheimer”),  intérprete da esposa de J. R. Oppenheimer e importante coadjuvante da história; e Danielle Brooks (“A Cor Púpura”), que brilha no papel de Sofia para o musical.

Melhor ator coadjuvante

Na categoria de melhor ator coadjuvante concorrem Sterling K. Brown (“Ficção Americana”), Robert De Niro (“Assassino da Lua das Flores”), Robert Downey Jr. (“Oppenheimer”), Ryan Gosling (“Barbie”) e Mark Ruffalo (“Pobres Criaturas”).

Em maioria, a EXAME acredita que quem levará a estatueta para casa será Ryan Gosling (“Barbie”), que fez um brilhante e divertido papel como Ken no filme da boneca. O maior destaque vem para a interpretação da música “I’m Just Ken”, que o ator apresentará na cerimônia de hoje.

Embora a maior parte da equipe tenha votado por Gosling, uma parcela aposta em Robert Downey Jr. que tem um dos melhores trabalhos de sua carreira em “Oppenheimer”. O ex-intérprete do Homem de Ferro deixou o passado de super-herói no passado e conquistou o prêmio no Bafta, Globo de Ouro, Critics Choice Awards e SAG Awards.

Melhor filme internacional

Disputando a tão cobiçada estatueta pela categoria de melhor filme internacional estão “Io Capitano” (Itália), “Dias Perfeitos” (Japão), “Sociedade da Neve” (Espanha), “The Teachers Lounge” (Alemanha) e “A Zona de Interesse” (Reino Unido).

Em consenso, a EXAME aposta que “A Zona de Interesse“, de Jonathan Glazer, vai levar o prêmio para casa. O filme é uma sensível reprodução do cotidiano de uma família alemã que divide o muro com o campo de concentração em Auschwitz, adaptado do livro de mesmo nome. Mostrando o horror do holocausto de forma indireta, com muito recurso sonoro, o longa é um dos melhores do ano de 2023.

Melhor animação

Em busca do prêmio de melhor animação aparecem cinco longas extremamente bem produzidos: “Elementos”, “Nimona”, “O Menino e a Garça”, “Robot Dreams” e “Homem-Aranha atravérs do Aranhaverso”.

Em consenso, para a equipe da EXAME, é “O Menino e a Garça“, de Hayao Miyazaki, que sairá como grande vencedor. O cineasta já tem no currículo um Oscar de melhor animação por “A Viagem de Chihiro”, e deve repetir o feito este ano. A nova produção do Studio Ghibli é uma sensível passagem por toda a carreira de Miyazaki e sua despedida do cinema.

Que horas começa o Oscar?

Atenção ao horário: este ano, a A 96ª edição do Oscar começa mais cedo, a partir das 20h (horário de Brasília).

Onde assistir ao Oscar 2024?

A cerimônia terá transmissão pela TNT (TV por assinatura) e Max (streaming). Para comentar o maior prêmio do cinema, a EXAME realiza uma transmissão ao vivo no YouTube e nas redes sociais, a partir das 19h30.

Onde assistir aos filmes indicados ao Oscar 2024?

A maior parte dos filmes que concorrem a premiação neste ano está no streaming ou em cartaz nos cnemas. Veja a lista completa de onde assistir a cada um dos indicados neste link.

Leia as críticas dos filmes indicados ao Oscar

Fonte: Exame

Publicidade

Mais notícias

Compartilhe: