Conectado por

Geral

Óculos que “lê” as coisas para deficientes visuais ajuda alunos no MT

Desde abril deste ano, os estudantes do Mato Grosso que têm deficiência visual contam com a ajuda de uma nova tecnologia para estudar e interagir com as pessoas e com o mundo. O governo do estado adquiriu 150 aparelhos capazes de reconhecer textos, cores, rostos, e falar para o usuário o que está diante dele.

O dispositivo se chama Orcam MyEye e é fabricado desde 2015 por uma empresa de Israel. Com o tamanho de um pendrive e apenas 22 gramas de peso, o aparelho pode ser acoplado a todo tipo de armação de óculos. Através de uma câmera frontal, a inteligência artificial da tecnologia interpreta qualquer texto ou objeto que seja apontado pelo usuário e lê para ele através de um pequeno alto-falante.

No início deste ano, o governo mato-grossense adquiriu 150 aparelhos para serem distribuídos para estudantes e professores das redes estadual e municipal de ensino. Cada dispositivo custa cerca de 14 mil reais e foi cedido em definitivo para os usuários — como explica Lucia Santos, superintendente de Diversidades da Secretaria de Estado da Educação do Mato Grosso.

A estudante Kayenne Alves tem 16 anos e cursa o primeiro ano do Ensino Médio. Com menos de 5% da visão desde que nasceu, ela foi uma das estudantes contempladas com um aparelho Orcam MyEye. Além da possibilidade de ler e estudar com muito mais facilidade, Kayenne conta que o aparelho permite que ela tenha mais autonomia no dia-a-dia.

Além do Mato Grosso, o aparelho Orcam MyEye já é utilizado em algumas escolas, bibliotecas e universidades — públicas e privadas — nos estados de Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Amazonas.

De acordo com o último censo feito pelo IBGE, a população com deficiência visual em todo o Brasil em 2010 era de quase 36 milhões de pessoas.

 

Educação Brasília 29/07/2022 – 19:19 Jacson Segundo / Guilherme Strozi Daniel Ito – Repórter da Rádio Nacional óculo Cegos deficiente visual Orcam MyEye sexta-feira, 29 Julho, 2022 – 19:19 179:00

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias