Conectado por



Política

Mulheres no Parlamento: a participação feminina na construção de Rondônia


Compartilhe:

Publicado por

em

Milhares de homens e mulheres contribuíram para a construção de Rondônia. Na política, após a promulgação da Constituição Estadual, representantes femininas também colaboraram para o desenvolvimento do estado, implementação de políticas públicas e melhorias na vida da população.

 

Apesar de representarem mais de 51% da população e 53% do eleitorado brasileiro, as mulheres ainda são minoria na política. No entanto, na Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero), a representação feminina evoluiu nessa 11ª legislatura.

 

Ieda Chaves, Cláudia de Jesus, Dra. Taíssa, Rosângela Donadon e Gislaine Lebrinha (Foto: Antônio Lucas I Secom ALE/RO)

Atualmente, cinco mulheres compõem o parlamento rondoniense: Cláudia de Jesus (PT), Dra. Taíssa (PSC), Gislaine Lebrinha (União Brasil), Ieda Chaves (União Brasil) e Rosângela Donadon (União Brasil).

 

Nesses 40 anos, é a terceira vez que esse número de mulheres toma posse como titulares de mandatos no Poder Legislativo do estado. Na 4ª legislatura (1995-1999), assumiram o mandato: Ivone Abrão (PL), Lúcia Tereza (PDS), Mileni Mota (PL), Rosária Helena (PT) e Sueli Aragão (PMDB).

 

Na 3ª legislatura (1991-1995), assumiram como parlamentares: Elizabeth Badocha (PMDB), Ini Fidelis (PTB), Lúcia Tereza (PDS), Marlene Gorayeb (PDS) e Odaísa Fernandes (PSDB).  Além de elaborar e aprovar leis que impactam na vida das pessoas, os deputados fiscalizam as ações do Executivo e destinam milhões em emendas para vários setores da sociedade.

 

Ao lado do presidente Silvernani Santos, as deputadas da 3ª legislatura; Lúcia Tereza, Marlene Gorayeb, Odaísa Fernandes, Ini Fidelis e Elizabeth Badocha (Arquivo/Reprodução)

A ex-deputada Odaísa Fernandes, parlamentar da 2ª e 3ª legislatura, ressalta a importância dos trabalhos desenvolvidos pela Assembleia Legislativa para o desenvolvimento do estado e bem-estar da população.

 

Odaísa foi a única mulher, na história da Alero, a assumir a presidência da Casa. Na 2ª legislatura, no primeiro biênio, foi eleita como primeira vice-presidente. Mas assumiu a presidência em caráter definitivo, em razão da renúncia do deputado Sidney Guerra, eleito prefeito de Jaru.

 

 Odaísa Fernandes foi deputada em duas legislaturas na Alero (Foto: Rafael Oliveira I Secom ALE/RO)

 

“Construímos muitas ações relevantes para Rondônia. É muito importante a participação das mulheres na política. Não só na política, mas em todas as áreas da sociedade. A capacidade de cada um não está no sexo. Está na luta de cada um. É preciso ter coragem e determinação”, enfatizou.

 

Saiba quem são as parlamentares que atuaram nas legislaturas da Alero.

 

1ª legislatura (1983-1987):

– Não houve parlamentares mulheres

 

2ª legislatura (1987-1991):

– Joselita Araújo (PDS)

– Odaísa Fernandes (PMDB)

 

3ª legislatura (1991-1995):

– Elizabeth Badocha (PMDB)

– Ini Fidelis (PTB)

– Lúcia Tereza (PDS)

– Marlene Gorayeb (PDS)

– Odaísa Fernandes (PSDB)

– Suplente Ivone Abrão (PL) tomou posse no lugar do deputado William Cury

 

4ª legislatura (1995-1999):

– Ivone Abrão (PL)

– Lúcia Tereza (PDS)

– Mileni Mota (PL)

– Rosária Helena (PT)

– Sueli Aragão (PMDB)

– Suplente Nilce Casara (PDS) tomou posse no lugar de Ivone Abrão

– Suplente Ini Fidelis (PTB) tomou posse no lugar de Elizeu da Silva

 

5ª legislatura (1999-2003):

– Mileni Mota (PL)

– Sueli Aragão (PMDB)

– Suplente Lúcia Tereza tomou posse no lugar de Mileni Mota

 

6ª legislatura (2003-2007):

– Ellen Ruth (PSDB)

 

7ª legislatura (2007-2011):

– Daniela Amorim (PTB)

 

8ª legislatura (2011-2015):

– Ana da 8 (PT do B)

– Epifânia Barbosa (PT)

– Glaucione (PSDC)

– Suplente Mari Stela (PR) tomou posse no lugar da Ana da 8

 

9ª legislatura (2015-2019):

– Glaucione (PSDC)

– Lúcia Tereza (PTB)

– Rosângela Donadon (PDT)

 

10ª legislatura (2019-2023):

– Cássia Muleta (Podemos)

– Rosângela Donadon (PDT)

 

11ª legislatura (2023-2027):

– Cláudia de Jesus (PT)

– Dra. Taíssa (PSC)

– Gislaine Lebrinha (União Brasil)

– Ieda Chaves (União Brasil)

– Rosângela Donadon (União Brasil)

 

Os suplentes tomam posse por períodos em que os titulares se afastam do mandato. Pode ser temporário ou definitivo.

 

Texto: Eliete Marques I Secom ALE/RO e Carlos Manvailer I SL ALE/RO

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Mais notícias

Compartilhe: