Conectado por

DJ90

Nacional

Ministério da Saúde vai dar ênfase aos indígenas, diz prefeito de Manaus

Publicado por

em

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), disse nesta segunda-feira (4) que o ministro da Saúde, Nelson Teich, vai dar “ênfase especial” para os indígenas na luta contra o novo coronavírus. Teich visitou o hospital municipal de campanha da capital do Amazonas nesta segunda-feira ao lado do prefeito.

“Percebi do ministro uma enorme sensibilidade, me toca o fato de ele dizer que vai dar ênfase especial a cuidar das tribos, das etnias indígenas. A conversa foi boa, respeitosa, que poderia terminar com um abraço se não fosse a pandemia”, afirmou o prefeito.

De acordo com Teich, uma área do hospital municipal de campanha de Manaus será reservada aos indígenas. Até semana passada, haviam sido registrados 92 casos de contaminações entre indígenas e 11 mortes, segundo informações do Instituto Socioambiental (ISA). Dos 92 casos, 83 estão no Amazonas.

“Sentamos para criar uma área para a parte indígena, é uma coisa importante. A posição do Ministério (da Saúde) é que em uma crise como esta precisamos melhorar sempre. É uma coisa óbvia, e nossa meta é essa”, disse o ministro, que falou em “eficiência e velocidade” para combater o coronavírus.

Além do hospital de campanha, Teich visitou o Hospital Delphina Rinaldi Abdel Azir, onde índios da etnia Baré o aguardavam com cartazes. As mensagens diziam que “vidas indígenas importam” e “não deixe o índio morrer”.

Amazonas é o quinto Estado brasileiro mais afetado pela Covid-19, com 7.313 casos confirmados e 583 mortes. O sistema de saúde entrou em colapso na semana passada, e a partir desta segunda-feira terá o reforço de 267 profissionais, sendo 37 médicos, 118 enfermeiros, 57 técnicos em enfermagem, 26 fisioterapeutas, 12 farmacêuticos e 17 biomédicos. Além disso, Amazonas recebeu 3 toneladas de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), entre máscaras, aventais e álcool em gel.

 

Fonte: O tempo