Conectado por

DJ90

Nacional

Mãe de Miguel conta que teve rede social hackeada e fotos do filho apagadas

Publicado por

em

Mirtes Renata, mão de Miguel Otávio, criança de 5 anos que morreu ao cair do 9° andar de um prédio de luxo no Recife, no início do mês passado, contou ter tido sua conta no Instagram hackeada e todas as fotos de seu filho foram apagadas da redes social. 

Em entrevista ao Jornal do Commercio, ela contou que de um dia para o outro todas as fotos de Miguel desapareceram de sua conta. “O nome do perfil permanece o mesmo, só que não tem mais nada dele. Já tentei modificar a senha e nada. Apagaram todas as fotos”, afirmou. As fotos foram apagadas no dia 25 de junho. 

Segundo Mirtes, muitas das imagens de seu filho estavam apenas nas redes sociais. Ele contou que nas últimas semanas milhares de pessoas pediram para segui-la nas redes sociais, mas que ela não conseguia acompanhar os pedidos e quase parou de usar o aplicativo desde a morte do filho. 

Caso Miguel 

No dia 2 de junho Miguel caiu do 9° andar do edifício Pier Maurício de Nassau, no bairro Santo Antônio, região nobre de Recife. Ele foi deixado com a então patroa de Mirtes, a primeira dama do município de Tamandaré, Sari Corte Real. A empregada doméstica saiu para passear com o cachorro da família. 

Na semana passada, Sari foi indiciada por abandono de incapaz que resultou na morte. Segundo o delegado responsável pelo inquérito, ela cometeu crime preterdoloso (quando o indivíduo comete um crime diferente do que havia inicialmente projetado cometer), com pena que pode chegar a 12 anos de prisão.

 

Fonte: O tempo