Conectado por

Nacional

Locaweb: governança é o carro-chefe da companhia, diz diretora

Na sede da Locaweb Company uma área verde nativa de 35.000 metros quadrados é preservada. A companhia busca alternativas sustentáveis para a estrutura. Um exemplo é a substituição das lâmpadas fluorescentes dos andares de escritório e data center por lâmpadas de LED, projeto que está em curso desde 2015.

Receba gratuitamente a newsletter da EXAME sobre ESG. Inscreva-se aqui

A mudança resultou numa redução do consumo de energia elétrica de 50% na parte de iluminação interna e de 44% na de iluminação externa.

Já em setembro de 2016, a energia elétrica passou a ser comprada no mercado livre, o que permite dar preferência para as fontes renováveis.

“A Locaweb entende que é necessário buscar constantemente formas de diminuir o impacto das operações ao meio ambiente, mesmo sendo uma empresa de tecnologia que tem, por exemplo, pouca produção de resíduos”, diz Simony Morais, diretora de gente e gestão e responsável por ESG na Locaweb.

Segundo a executiva, governança é o carro-chefe da companhia. “Como empresa de capital aberto, seguimos os mais altos padrões de governança do Novo Mercado.”

No âmbito social, há desde trabalhos com comunidades, como o da Escola de E-commerce, um portal de conteúdos gratuitos para PMEs que conta com mais de 2.000 artigos e 500.000 acessos mensais, até internamente, com o comitê de diversidade e inclusão em cinco frentes: mulheres, LGBTI+, pessoas com deficiência, cultura e origem, e gerações. Com as ações dos comitês, foi possível atingir 30% de liderança feminina em 2021. Além disso, o último programa de trainee foi o mais diverso entre todas as edições: 50% mulheres, 30% LGBTI+ e 30% pretos ou pardos.

Fonte: Exame

Mais notícias