Conectado por

DJ90

Nacional

Influenciador que não se manifesta agora é cúmplice do fascismo, diz Felipe Neto

Publicado por

em

O youtuber Felipe Neto postou neste sábado (9) um vídeo nas redes sociais classificando de “covardes” aos influenciadores digitais que não se posicionam contra o governo Jair Bolsonaro. 

Numa carta aberta a influenciadores e artistas, Neto afirma que a tolerância ao atual presidente da República acabou a partir do momento em que Bolsonaro apoiou uma manifestação pedindo um golpe no Judiciário e no Legislativo e a volta do AI-5. 

“Acabou a tolerância”, diz o youtuber. “No momento que ele (Bolsonaro) vai numa manifestação que pede o fechamento do STF e do Congresso Nacional, que pede a implementação do AI-5 e de uma ditadura militar e ele vai nessa manifestação e ele grita no palanque dessa manifestação, acabou passada de pano. Influenciador que não se manifesta agora é cúmplice. Estamos oficialmente contra um regime fascista e quem se cala perante o fascismo é fascista”, afirma Felipe Neto.

O influenciador carioca, que tem mais de 37 milhões de inscritos em seu canal de Youtube e mais de 11 milhões seguidores no Twitter, afirmou que parou de seguir todos aqueles colegas de profissão que não se posicionaram até agora.

Segundo ele, é covardia ficar mais preocupado com o dinheiro em um momento em que o futuro do país e da liberdade de expressão está em risco.

“Eu dei unfollow em todo mundo que ficou calado nsse tempo todo e que continua calado neste momento. Pra mim é uma cambada de covarde, uma cambada de gente que está mais preocupado com a quantidade de seguidores e dinheiro que ganha do que com o futuro da sua pátria, da sua nação, e da sua própria liberdade”, acrescentou Felipe Neto, sem citar nominalmente quem são essas pessoas.

“É uma insanidade o que está acontecendo e 30% da população brasileira continua a favor dessa insanidade. Eu prefiro me cercar dos 70% do que me calar tentando manter os 100%”, concluiu.

Assista ao vídeo:

 

Fonte: O tempo