Conectado por

Geral

Guedes afirma que o BNDES deve a União

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o BNDES deve à União e criticou posicionamento jurídico apresentado ao Tribunal de Contas da União.

A declaração foi dada nesta segunda-feira, durante evento em comemoração aos 70 anos do BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, no Rio de Janeiro. O discurso foi transmitido ao público pelas redes sociais.

A crítica de Guedes foi apresentada após ele destacar as novas diretrizes na administração do banco e classificar de brilhante o trabalho realizado nos últimos três anos. Segundo o ministro, nesse período, foram devolvidos cerca de R$ 260 bilhões ao banco. O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, chegou a comentar que haviam sido devolvidos cerca de R$ 400 bilhões.

Guedes também criticou o financiamento de  grandes empresas pelo BNDES.

Mas o ministro da Economia elogiou a atuação do BNDES na desestatização da Eletrobras e da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro – Cedae.

Guedes apresentou um prognóstico de “dias piores” para a economia mundial, mas sustentou que o Brasil está no início de um novo ciclo de desenvolvimento e possui uma dinâmica de crescimento própria.

Durante o evento, o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, citou uma das estratégias adotadas nos últimos anos para lidar com a crise, especialmente na pandemia, que foi o socorro às pequenas empresas.

Ainda durante a cerimônia, Montezano anunciou que o BNDES produziu uma carta para ajudar gestores estaduais e municipais a conhecer e entender os produtos do banco para cada região. E também assinou a portaria da segunda edição do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito em apoio a pequenas e médias empresas. A iniciativa é fruto de parceria entre o BNDES e o Ministério da Economia.

Economia Rio de Janeiro 20/06/2022 – 23:51 Roberto Piza / Beatriz Arcoverde Tatiana Alves – Repórter da Rádio Nacional BNDES segunda-feira, 20 Junho, 2022 – 23:51 3:59

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias