Conectado por

Geral

Governo cria plataforma para empresas investirem em proteção ambiental

As comunidades rurais e produtores que desempenham atividades de proteção ao meio ambiente vão receber incentivos para continuar preservando as florestas e matas brasileiras. Essa é a ideia do Floresta +, programa lançado nesta quinta-feira (11) pelo Ministério do Meio Ambiente.

O lançamento ocorreu durante a participação do Brasil na COP 26, a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, que está sendo realizada em Glasgow, na Escócia.

O Floresta+ vai funcionar por meio de uma plataforma digital que pretende conectar os produtores rurais com empresas especializadas em prestação de serviços ambientais. Os produtores vão receber incentivos de origem privada ao comprovar que estão cumprindo com a preservação da mata nativa. Essa comprovação vai ser feita por técnicos independentes, que vão ser responsáveis por vistoriar as propriedades.

Durante o lançamento do programa, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, ressaltou que a melhor forma de preservar as matas e florestas é cuidando das pessoas que vivem e dependem delas.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, também participou do painel do Brasil na COP 26. Ele disse que a implantação da tecnologia 5G no país vai trazer impactos positivos no meio ambiente, porque ela é 90% mais eficiente do que o 4G em consumo de energia.

Fábio Faria também destacou que o leilão do 5G vai permitir a expansão da internet rápida para a região amazônica, através do projeto Norte Conectado.

O projeto Norte Conectado prevê a instalação de uma rede óptica por via subfluvial, ou seja, os cabos vão ficar submersos nos rios da região amazônica, para minimizar o impacto ambiental.

Meio Ambiente Brasília COP26: países do Mercosul criam grupo sobre mudança climática 11/11/2021 – 20:10 Sheily Noleto / Guilherme Strozi Daniel Ito – Repórter da Rádio Nacional meio ambiente COP26 quinta-feira, 11 Novembro, 2021 – 20:10 2:45

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias