Conectado por

Geral

Festa suspensa na Bahia teria 40% a mais de gastos do que com Saúde

A Festa da Banana que ocorreria de 04 a 13 de junho no município de Teolândia, a 125 quilômetros de Salvador, na Bahia, foi suspensa nesta sexta-feira (03) pela Justiça, a pedido do Ministério Público Estadual.

A decisão, da juíza Luana Paladino, leva em consideração os gastos do evento: mais de R$ 2 milhões, segundo os contratos disponíveis no Diário Oficial do município. O montante é 40% maior que o gasto com saúde durante todo o ano passado na cidade.

No Rio Grande do Norte, o Ministério Público está movendo ação civil para que os cachês da festa junina de Mossoró sejam destinados para a educação. Segundo os promotores, o município tem um déficit de profissionais para atendimento de alunos com deficiência. O valor dos shows, na avaliação do MP, deveria ser utilizado para a realização de concurso público para professores do ensino regular, professores auxiliares e profissionais de apoio da educação especial

Além da Bahia e do Rio Grande do Norte, os Ministérios Públicos do Rio de Janeiro e de Mato Grosso, também estão investigando os shows contratados por prefeituras.

Os altos valores gastos nestes eventos quando comparados aos recursos investidos em saúde e educação nos municípios tem chamado a atenção dos promotores.

*Com supervisão de Sheily Noleto. 

Justiça Brasília 03/06/2022 – 19:19 Sheily Noleto / Guilherme Strozi Eduardo Cupertino – Estagiário da Rádio Nacional festa da banana Fraude Justiça sexta-feira, 3 Junho, 2022 – 19:19 90:00

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias