Conectado por

Nacional

EUA contrata empresa de satélite para acompanhar safras agrícolas

Por Elizabeth Elkin, da Bloomberg

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos recorreu a uma empresa de imagens de satélite da Califórnia para averiguar se dados com maior resolução podem melhorar a avaliação das safras.

O Serviço Nacional de Estatísticas Agrícolas do Departamento de Agricultura assinou um acordo para integrar os dados de satélite de alta resolução da Planet Labs ao sistema do governo e assim ajudar a avaliar as safras e aprimorar a resposta a desastres, segundo comunicado distribuído na segunda-feira pela empresa de capital fechado com sede em São Francisco.

Dados precisos podem ajudar fazendeiros e empresas agrícolas a tomar decisões sobre o manejo das plantações, marketing e logística, além de apoiar a sustentabilidade da oferta de alimentos e a gestão de riscos, afirmou o comunicado. O serviço do Departamento de Agricultura utiliza dados de satélite desde 2007 para estudar o progresso e as condições das safras e gerar estatísticas de produção ao longo do ciclo de crescimento das plantas.

Os dados da Planet fornecem “uma solução frequente e de alta resolução para modelagem à medida que a agricultura se torna um processo cada vez mais orientado por dados e tecnologia”, afirmou Rick Mueller, responsável pela divisão de Pesquisa de Análise Espacial do Serviço Nacional de Estatísticas Agrícolas, em comunicado. “Com o robusto conjunto de dados da Planet integrado ao nosso fluxo de trabalho, o Serviço Nacional de Estatísticas Agrícolas pode entender e quantificar melhor as tendências das próximas temporadas de cultivo, identificar regiões propensas a estresse hídrico e desastres naturais, e fornecer avaliações da produção agrícola em alta resolução.”

A Planet foi fundada em 2010 por três cientistas da NASA. A companhia fornece dados, inteligência e software para mais de 600 clientes em diferentes setores, incluindo agricultura, produtos florestais e agências governamentais. No mês passado, a Planet anunciou que está em processo de fusão com a dMY Technology Group Inc. IV — uma empresa de aquisição de propósito especial ou SPAC, na sigla em inglês — para se tornar uma companhia de capital aberto avaliada em US$ 2,8 bilhões.

Fique por dentro das principais tendências das empresas ESG. Assine a EXAME.

 

 

 

Fonte: Exame

Mais notícias