Conectado por

Geral

Confaz leva sugestões ao Senado para evitar nova alta nos combustíveis

Um grupo de secretários estaduais de Fazenda passou a quinta-feira em Brasília, participando de reuniões. Eles formam o Confaz, Conselho Nacional de Política Fazendária, e querem definir as regras de incidência do ICMS sobre os combustíveis que estarão em um projeto de lei.

De acordo com o relator da proposta no Senado, Fernando Bezerra Coelho, do MDB de Pernambuco, os estados apontam sete sugestões para evitar novas altas nos preços da gasolina, do gás de cozinha e do óleo diesel. O relator acredita que é possível avançar em quatro sugestões.

Entre essas quatro sugestões que, segundo Fernando Bezerra, têm mais chance de irem adiante, não está aquela que cria um fundo de compensação aos estados, a partir da remuneração dos acionistas da Petrobras.

O senador Jean Paul Prates, do PT do Rio Grande do Norte, foi escolhido pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, para ser a ponte entre os parlamentares e os estados. Para Jean Paul Prates, a redução do ICMS é uma medida emergencial, mas é preciso pensar em outras formas de reduzir o preço dos combustíveis.

A ideia é que a nova tributação do ICMS passe a valer imediatamente para os combustíveis e que, a partir de 2024, seja aplicada para os setores de telecomunicações e energia elétrica.

Economia Brasília 02/06/2022 – 21:51 Jacson Segundo / Beatriz Arcoverde Victor Ribeiro – Repórter da Rádio Nacional ICMS dos combustíveis quinta-feira, 2 Junho, 2022 – 21:51 2:20

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias