Conectado por

Geral

Complexo do Alemão: OAB alega indícios de violação de direitos humanos

A Ordem dos Advogados do Brasil seccional do Rio de Janeiro prepara um relatório para ser entregue à Defensoria Pública do Estado e ao Ministério Público com indícios de violações de direitos humanos na operação ocorrida no Complexo do Alemão na última quarta-feira. Integrantes da Comissão de Direitos Humanos e Assistência Judiciária estiveram no local coletando informações.

A OAB afirma que dos 15 mortos apontados como suspeitos pela Polícia, oito não tinham anotações criminais. A entidade afirmou que vai apontar a incongruência entre o alto número de mortos e a baixa quantidade de armamento apreendida.
 
Em nota, a Polícia Militar confirmou que foram apreendidos na operação um fuzil metralhador, que foi utilizado para tentar derrubar as aeronaves, quatro fuzis, duas pistolas e 56 artefatos explosivos que seriam empregados contra as equipes. E que no total, 16 suspeitos deram entrada em unidades de atendimento da região e não resistiram aos ferimentos.

Em coletiva realizada no primeiro dia da ação, autoridades afirmaram que a operação, realizada para prender uma quadrilha que vem atuando em roubos de cargas, veículos e também de agências bancárias, foi planejada e que as equipes foram violentamente atacadas, inclusive com tiros em direção às aeronaves.

Segurança Rio de Janeiro 23/07/2022 – 18:17 Sheily Noleto / Alessandra Esteves Fabiana Sampaio – repórter da Rádio Nacional OAB Complexo do Alemão sábado, 23 Julho, 2022 – 18:17 79:00

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias