Conectado por

DJ90

Geral

Com proximidade do inverno, região Sul do Brasil amplia preocupação com coronavírus

Publicado por

em

Com poucos dias para o início do inverno no Brasil, estados da região Sul, que enfrentam as maiores reduções de temperatura, ampliam suas preocupações com aumento de casos do novo coronavírus.

A Prefeitura de Curitiba subiu o nível de alerta para pandemia no sábado, devido à expansão da transmissão do vírus e o crescimento dos casos da doença. A ocupação de UTI chegou a 74%. O número de pacientes monitorados pelo telefone dobrou em 15 dias. Nesta segunda-feira, a cidade registrou mais de 1,8 mil casos confirmados e 83 óbitos.

A capital do Paraná suspendeu as atividades de academias, igrejas, praças e parques públicos, bares, clubes sociais, festas e atividades de entretenimento com ou sem música. O comércio, shoppings, restaurantes, escritórios e centros comerciais devem funcionar com horários reduzidos em Curitiba. A Justiça determinou a suspensão de manifestações que incentivem a aglomeração de pessoas na capital.

A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, afirma que a cidade deve aprender a conviver com o vírus, evitando aglomerações.

75% dos municípios do Paraná já registraram casos da doença, colocando em cenário de alerta, segundo a Secretaria de Estado de Saúde. O estado tem ao todo cerca de 9,7 mil casos e 334 mortos.

No Rio Grande do Sul quatro regiões do interior registraram “bandeira vermelha” para o isolamento social. O estado já tem mais de 15 mil pessoas contaminadas, com 360 mortes registradas para a Covid.

Desde esta segunda-feira, nas regiões de Caxias do Sul, Santo Ângelo, Santa Maria e Uruguaiana, somente estabelecimentos que vendem itens essenciais podem estar abertos, mantendo 50% dos trabalhadores. Os demais locais de comércio devem ficar fechados.

Restaurantes, padarias e lanchonetes não podem funcionar de forma presencial, só para entregas. As mudanças decorrem da piora dos indicadores de propagação e de capacidade do sistema de saúde nessas regiões.

O governador Eduardo Leite afirma que o Rio Grande do Sul não está blindado para o coronavírus e que é preciso medidas de restrições nos locais com piores indicadores.

Nessa segunda-feira, Santa Catarina registrou cerca de 14 mil casos confirmados e 199 óbitos para o coronavírus. A ocupação dos leitos no estado chegou a 63%.

Fonte: Ag. Brasil