Conectado por

Geral

Cem anos do rádio no Brasil: a Rádio Inconfidência

Em maio de 1935, o jornal impresso Minas Geraes solicitava aos municípios mineiros uma contribuição financeira para aquisição de um transmissor de rádio.

Pouco mais de um ano depois, foi inaugurada a  P-R-I-3 , “a voz de Minas para toda a América” .

A emissora logo passaria a chamar-se Rádio Inconfidência e adotou o slogan “O gigante do ar”, em uma alusão ao longo alcance de suas transmissões.

Em um país predominantemente agrícola, a rádio e o rádio deveriam cumprir um papel educativo, instrutivo e informativo.

Nos anos 50, a emissora trouxe a Belo Horizonte nomes consagrados como Orlando Silva, Carmem Miranda e Nelson Gonçalves.  

Foi nessa época que o radialista Ricardo Parreiras, até hoje produtor e apresentador do programa Clube da Saudade, iniciou sua carreira na Rádio Inconfidência.

A emissora também lançou a mineira Clara Nunes no cenário nacional.

No final da década de 1970, seguindo a tendência da época, a emissora iniciou suas transmissões também em frequência modulada, com programação voltada para o repertório nacional, o que lhe garantiu o codinome de “brasileiríssima” que a identifica até hoje.

Responsável por revelar os jovens talentos do famoso Clube da Esquina, a Rádio Inconfidência segue sendo uma das emissoras de referência no dial mineiro, com programação cultural e informativa de grande qualidade.

Cem anos em 100 programas

100 anos rádio no Brasil

100 anos rádio no Brasil – Arte EBC

Até 7 de setembro, a Rádio MEC vai produzir e transmitir, diariamente, interprogramas com entrevistas e pesquisas de acervo sobre diversos aspectos históricos relacionados ao veículo.

A ideia é resgatar personalidades, programas e emissoras marcantes presentes na memória afetiva dos ouvintes. Acompanhe na Radioagência.

Cultura Rio de Janeiro 18/06/2022 – 11:01 Adriana Ribeiro / Alessandra Esteves Rádio MEC 100 anos rádio no Brasil Rádio Inconfidência sábado, 18 Junho, 2022 – 11:01 368:00

Fonte: Ag. Brasil

Mais notícias