Conectado por

DJ90

Nacional

Caso Miguel: Sari afirma a delegado que ‘simulou’ apertar botões do elevador

Publicado por

em

Sari Corte Real prestou depoimento na delegacia de polícia do Recife nessa segunda-feira (29), assim como seu marido, o prefeito de Tamandaré (PE) Sérgio Hacker (PSB), e negou responsabilidade sobre a morte do menino Miguel Otávio, de 5 anos, filho de sua ex-empregada doméstica Mirtes Souza, conforme informações repassadas pelo advogado de defesa Pedro Avelino à “TV Globo”.

De acordo com Avelino, a primeira-dama disse ao delegado responsável pelo caso, Ramon Teixeira, que havia apenas simulado apertar botões de andares superiores do elevador do prédio, na intenção de que o menino deixasse o local, conforme havia ocorrido outras seis vezes. A afirmação foi feita em depoimento, apesar de as imagens da câmera de segurança não deixarem isso claro.

LEIA MAIS: Caso Miguel: mãe de menino morto quis confrontar ex-patroa na porta da delegacia

Miguel Otávio caiu do 9º andar de um prédio de luxo onde reside Sari, o equivalente a 35 metros, enquanto Mirtes passeava com os cachorros da ex-patroa, que deveria ter tomado conta da criança. Ainda conforme informações repassadas pelo advogado, Sari sente muito pelo ocorrido, tentou ligar para Mirtes três vezes, mas todas caíram na caixa postal.

Nessa segunda, as duas por pouco não se encontraram frente a frente. Mirtes e outros familiares resolveram protestar sobre o caso na porta da delegacia, onde horas antes, mesmo antes do horário de expediente normal, a primeira-dama havia prestado suas infiormações. Ela responde pela morte em liberdade após ter pagado fiança.

Fonte: O tempo

Publicidade