Conectado por

DJ90

Geral

Campanha nacional vai incentivar doação de sangue com segurança durante a pandemia

Publicado por

em

Este domingo (14) é o Dia Mundial da Doação de Sangue, e o Ministério da Saúde lançou uma campanha nacional, porque o número de doadores reduziu durante a pandemia. De acordo com o coordenador de sangue e hemoderivados do ministério, Rodolfo Duarte, 1,6% dos brasileiros é doador de sangue – o que é mais do que o 1% da população recomendado pela OMS. Mas essa quantidade precisa aumentar.

No ato de lançamento da campanha nacional, os representantes da pasta também comentaram sobre um decisão recente do Supremo Tribunal Federal que autorizou que toda a população LGTB – lésbica, gay, trans e bissexual – possa doar sangue. Eles orientaram que, se alguém tiver problema para ser admitido em um hemocentro, deve registrar uma reclamação na Ouvidoria do SUS. O telefone é 136 e a ligação é gratuita.

Rodolfo Duarte destacou o que é preciso para ser um doador de sangue.

A maioria dos doadores de sangue é formada por homens, com mais de 29 anos de idade. O objetivo do Ministério da Saúde é ampliar esse público.

Fonte: Ag. Brasil