Conectado por

Nacional

BÚSSOLA CULTURAL: Teatro, futebol feminino e Di Cavalcanti

Uma história de adoção

Monstro, da Cia. Artera de Teatro, estreia em curta-temporada no Teatro Sérgio Cardoso Digital. A peça conta a história de Léo (interpretado por Ricardo Corrêa, que também assina a dramaturgia), professor de natação de uma escola infantil que decide se candidatar a adotar uma criança. Tudo vai bem, até acontecer uma situação na qual um de seus alunos de sete anos o chama de gay. Esse professor, então, resolve falar abertamente sobre o que é ser gay, encorajando uma cultura de aceitação e inclusão entre os seus alunos. Direção de Davi Reis e apoio institucional do Museu da Diversidade Sexual.

Até 11 de julho; de quinta a domingo, às 21h, classificação 16 anos; gratuito; adquira seu ingresso

Wanessa Camargo se apresenta neste sábado em live pela #CulturaEmCasaDivulgação/Divulgação

Só sucesso

Wanessa Camargo volta aos palcos pela plataforma #CulturaEmCasa com um repertório repleto de sucessos de sua carreira como O Amor não Deixa, Shine It On, Era Uma vez, Louca, Não resisto a nós dois, Apaixonada por você, Nosso Som. Além dos covers Primeiros Erros, da banda Capital Inicial, e Como Eu Quero, do  Kid Abelha. O acesso é gratuito. Sábado, 10, às 21h30, pela plataforma #CulturaEmCasa

Leci Brandão durante gravação do audioguia.Divulgação/Divulgação

Elas no ataque

A mulher no futebol nem sempre é bem-vista. “Futebol feminino não dá audiência”, “Nunca ganhou uma Copa”, “É chato”. “Não tem história”. O que pouca gente sabe é que o futebol feminino foi proibido no Brasil por cerca de 40 anos, a partir de 1941, por um decreto-lei nacional que interrompeu o desenvolvimento da modalidade e provocou um apagamento da história dos times de mulheres que existiam em todo o Brasil desde 1920. Para contar essas narrativas esquecidas, o Museu do Futebol oferece o audioguia Mulheres do Futebol, com a voz da cantora e compositora Leci Brandão. Acesse aqui

<span class=”hidden”>-</span>Levi Fanan/Pinacoteca de São Paulo/Divulgação

Recuerdos

Foi a uma exposição da Pinacoteca e esqueceu de levar aquela lembrança do museu? Não tem problema, a lojinha da Pina está aberta online com descontos especiais de férias e uma variedade incrível de objetos para você guardar de recordação da sua mostra preferida. Tem caneca, bonés, livros, sacolas, gravuras e muito mais. Acesse aqui.

Teatro online pelo Festival #CulturaEmCasa.Vanessa Gouveia/Divulgação

Amor de UTI

O Festival #CulturaEmCasa deste final de semana apresenta a peça Amor de U.T.I, com texto e direção de Darson Ribeiro que ainda divide o palco com o ator Ken Kadow. A peça tem como pano de fundo o amor incondicional potencializado em época de pandemia e traz à tona temas como a velhice e a questão LGBTQIA+.

Domingo, 11, às 21h30, pela plataforma #CulturaEmCasa

Moisés Patrício | Oxum se banhando, 2021.Divulgação/Divulgação

Esperança

O Museu de Arte Sacra de São Paulo apresenta Esperança, exposição coletiva sob curadoria de Simon Watson, composta por trabalhos de artistas contemporâneos. Na mostra, cada obra é acompanhada de um texto crítico assinado por curadores convidados. “Vista pelas lentes de diversas práticas artísticas contemporâneas, Esperança é uma observação curatorial caleidoscópica buscando resposta aos 18 meses de pandemia”, diz o curador. Como mote para exposição, um dos conceitos que interligam os trabalhos são as múltiplas formas pelas quais as mãos e corpos dos artistas se fazem presentes na criação dessas obras de arte.

De terça a domingo, das 11h às 17h, até 22 de agosto, Museu de Arte Sacra de São Paulo, Avenida Tiradentes, 676, Luz; mais informações acesse aqui

Wagner Polistchuk na Sala São Paulo.Divulgação/Divulgação

Orquestra de trilhas e games

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo apresenta na Sala São Paulo uma série de concertos digna de tapete vermelho: em Cinema e Games nossa Orquestra traz, sob a batuta de Wagner Polistchuk, um programa que combina trilhas sonoras icônicas do cinema – de clássicos como Psicose, O Poderoso Chefão e E.T. – a peças orquestrais feitas especialmente para videogames, como Final Fantasy, Call of Duty e World of Warcraft. No mercado dos games, que movimenta cifras maiores a cada ano, é cada vez mais comum que os jogos tenham trilhas sonoras de compositores consagrados por seus trabalhos no cinema.

Quinta-feira, 8, às 20h; sexta-feira, 9, às 20h; sábado, 10, às 16h30; taxa de ocupação limite: 480 lugares, recomendação etária 7 anos, Sala São Paulo, Praça Júlio Prestes, 16; ingressos: de R$ 50,00 e R$ 100,00

<span class=”hidden”>-</span>Divulgação/Divulgação

Di Cavalcanti e seus fantoches

A exposição Fantoches da meia-noite – A modernidade que sai das sombras entra em cartaz nesta quinta-feira, 8, na Casa Mário de Andrade. A mostra foca em uma das criações mais representativas do processo de instauração do movimento modernista no Brasil: o raríssimo álbum de gravuras Fantoches da meia-noite, de Di Cavalcanti, publicado em 1922. O evento integra a Agenda Tarsila, calendário de atividades organizado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa para apresentar as ações dos 100 Anos da Semana de Arte Moderna de 1922.

De quarta a sábado, das 11h às 16h; as visitas duram 45 minutos e devem ser agendadas

Roda de conversa sobre Mulheres Pretas.Naná Prudêncio Feminismos negros/Divulgação

Em homenagem ao dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, celebrado em 25 de julho, será realizada uma roda de conversa sobre Mulheres Pretas, referências na produção de conhecimento acerca dos feminismos negros. A atividade é uma realização das Oficinas Culturais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do estado de São Paulo e pretende realizar uma ponte entre vivências e teorias.

Quinta-feira, 22 de julho, às 15h, atividade livre e aberta ao público, pelo canal Youtube

Secretário Sérgio Sá Leitão.Divulgação/Divulgação

Dicas do secretário

Toda sexta-feira, o secretário de Cultura e Economia Criativa do governo de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, grava o “boletim cultural”, uma série em áudio distribuída para mais de 600 rádios com três sugestões culturais, quase sempre virtuais, para aproveitar durante o final de semana. Para ouvir o boletim, acesse o site da secretaria às sextas.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Fonte: Exame

Mais notícias